O veterano da força aérea norte-americana e palestrante Brian Kolfage, criou  uma vaquinha online com intuito de arrecadar fundos voluntariamente para construção do polêmico muro de 3100 km entre méxico e EUA, em apenas 4 dias a campanha que se chama: “Nós, pessoas, construiremos o muro” já conseguiu arrecadar cerca de 12.514.241 dólares, aproximadamente 3.128.560 por dia.
Kolfage que se tornou figura conhecida por ser apoiador de Trump, e tambem por ter suas contas em redes sociais comunentemente censuradas por politicamente corretos, afirma que se cada eleitor de Trump doar ao menos US $ 80 o muro seria facilmente construído. A campanha já recebeu aprovação de Donald Trump e  até o momento tem o intuíto de arrecadar 1 bilhão de dólares.
A vaquinha vem como resposta a impasses entre Democratas e Republicanos quanto a aprovar verbas necessárias para a grande contrução. O presidente do méxico Manuel López Obrador afirmou que “não pagará” pelas despesas do muro, já que tais despesas estariam inclusas em um acordo comercial assinado recentemente entre EUA e México.
Apesar de, na última quinta-feira (20) tal verba ter sido aprovada na câmara de deputados, corre “grande risco” de não ser aprovada no senado, uma vez que, os Democratas que são contra a construção estão número suficiente para boicotar o projeto. O presidente Donald Trump em reunião com seus opositores, ameaçou que as atividades no governo ficariam paralisadas caso a verba para o muro, que foi  sua principal “promessa” nas eleições de 2016 não fossem liberadas.
A atitude do veterano e das demais pessoas que contribuiram até o presente momento com a vaquinha, nos mostra claramente que não necessitamos do governo para proteger possiveis fronteiras criadas  ou construir estradas, além de já pagarmos de maneira forçada através de impostos, em uma sociedade voluntária os individuos frente a suas necessidades alocariam recursos a iniciativa privada, que em um mercado sem regulação e impostos, livre de fato, competiriam entre si para oferecer um serviço melhor e mais barato.