Um novo relatório da Coinbase mostra que os americanos têm pesquisado por Bitcoin, sejam eles investidos ou não. O termo dominou as buscas do Google, superando “casamento real”, “resultados eleitorais” e o triplo das pesquisas por Kim Kardashian em Dezembro, de acordo com pesquisa realizada pela YouGov.

A Coinbase disse que isso indica que o Bitcoin está indo para o mainstream nos EUA, com as buscas do YouTube pela criptomoeda também alcançando um recorde histórico.

De fato, a criptomoeda alcançou alguns meios de comunicação de massa com intrigas em torno da Libra do Facebook, à medida que os órgãos legislativos dos EUA e do mundo inteiro tomam nota e começam a conversar sobre como a Libra poderia trabalhar em suas jurisdições.

Segundo a Coinbase, 58% dos americanos indicam que ouviram falar de Bitcoin. Os entrevistados relataram uma variedade de razões para o interesse. Alguns disseram que estavam procurando diversificar seus ativos, enquanto outros se preocupavam principalmente com o potencial de financiamento descentralizado.

Alguns estados mostraram mais detentores do que outros, com a Califórnia liderando o grupo, seguida por Nova Jersey, Washington, Nova Iorque e Colorado, respectivamente, completando os cinco primeiros. A Coinbase também destacou que o Alasca alcançou o oitavo lugar na lista para a maior porcentagem de detentores de criptografia, mas registrou a menor porcentagem de reconhecimento de marca sem ajuda para o Bitcoin, mostrando apenas 18%.

Washington, Nova Iorque e Califórnia também apareceram na lista dos cinco principais estados com o maior valor médio de conta por proprietário de criptografia, com Delaware liderando o grupo.

Na frente legislativa, a Coinbase descobriu que mais de 70% dos estados promulgaram regulamentos que afetam a criptomoeda e a blockchain a partir deste mês. Wyoming, por exemplo, aprovou 13 leis reconhecendo a criptomoeda como dinheiro e permitindo que os bancos lidassem com ativos digitais, de acordo com a Coinbase. O Estado de Nova Iorque emitiu 18 BitLicenses para negociar comércios e outros negócios.

A Coinbase também descobriu que cerca de 15% dos americanos disseram que pelo menos “um pouco” provavelmente comprariam criptografia no futuro próximo.

Os dados foram derivados da atividade do usuário da Coinbase e da pesquisa realizada pela YouGov para a exchange. Dados externos do YouGov foram coletados no final de 2018 e incluíam 2.000 usuários adultos da Internet nos EUA.

Recentemente, uma análise do Google Trends mostrou que o termo “cryptocurrency” se tornou um dos mais procurados na Uganda, fazendo-os ficarem no TOP 5 na lista do Google. Leia mais a respeito clicando aqui.

Fonte: The Block Crypto