O gigante do varejo francês Carrefour observou aumento nas vendas de produtos selecionados, citando a tecnologia blockchain como catalisador, segundo a Reuters.

O Carrefour se uniu à IBM Food Trust para rastrear 20 produtos, desde fazendas até lojas usando tecnologia de contabilidade distribuída, incluindo batata, ovos, leite cru, laranjas, carne de porco e queijo.

A empresa notou um impacto positivo nas vendas de frutas de pomelo. Da mesma forma, Emmanuel Delerm, gerente de projeto de blockchain do Carrefour, apontou: “Tivemos um impacto positivo no frango versus o frango não-blockchain.”

“Você está construindo um efeito de halo – ‘Se eu puder confiar no Carrefour com esse frango, eu também posso confiar no Carrefour para suas maçãs ou queijo’”, disse Delerm.

O Carrefour está planejando adicionar mais 100 itens no blockchain este ano, incluindo alguns produtos para bebês.

O Carrefour ainda está decidindo como rastrear frutas e vegetais vendidos livremente, pois eles podem vir de diferentes produtores, alguns dos quais relutam em compartilhar informações detalhadas sobre o manejo de suas culturas.

Fonte: The Block Crypto

Leia também: