Os dados do recurso de análise de pesquisa do Google Trends revelam que o googling de “bitcoin” (BTC) na Internet está agora com 17 meses de alta, de acordo com os dados atualizados mais recentes para 29 de Junho.

Pesquisas na Internet por “bitcoins” em todo o mundo. 1 de julho de 2017 a 29 de junho de 2019. Fonte: Google Trends

Em meio ao atual momento de alta da moeda, o interesse público subiu para os patamares vistos de 11 a 17 de Fevereiro de 2018 – uma semana em que o Bitcoin oscilou entre US$ 8.600 e US$ 10.200 nas turbulentas semanas que se seguiram às altas de todos os tempos.

Uma análise geográfica das pesquisas por ‘Bitcoin’ no Google indica que até 29 de Junho, o maior nível de interesse da internet em Bitcoins foi em São José dos Campos, no Brasil, seguido por Caxias do Sul, no sul do país. As duas cidades brasileiras são seguidas em terceiro lugar pela cidade de Benin, no sul da Nigéria.

Talvez sem surpresa, o Vale do Silício da Califórnia também está atraindo muito do interesse em Bitcoins com Larkspur, San Francisco, Sunnyvale e San Jose, todos entre os dez primeiros, respectivamente.

Com parâmetros definidos em um período de 30 dias, temos um quadro completamente diferente da distribuição de interesse na criptomoeda superior – embora com algumas tendências regionais persistindo.

Aqui, Lagos na Nigéria vem no topo, seguido por Munique, Alemanha e a capital austríaca, Viena, em terceiro lugar. O quarto e o quinto são Los Angeles, na Califórnia, e Yonkers, no norte do estado de Nova Iorque – o último a apenas uma hora de trem de Wall Street.

Comparando o recorde de 17 meses, os dados do Google parecem indicar que a atenção do público está alcançando rapidamente a dinâmica do mercado: as pesquisas no início de Junho estavam se aproximando de uma alta mensal mais moderada.

Fonte: Cointelegraph