Plataformas brasileiras, incluindo PagCripto, Nox Trading, 3xBit e Bitcambio, estão supostamente escaladas para serem os próximos a adotar este novo single-to-one com o Real Brasileiro – Real-T (REALT).

Como explicado em seu informe oficial, o “Token Real-T” é uma stablecoin ERC-20 baseado em Ethereum que está “estritamente indexado” a BRL. O documento afirma que a empresa por trás do símbolo, a Real-T Tecnologia S.A., compartilhará publicamente seu extrato bancário para fornecer evidências de um total apoio da Real-T em moeda fiduciária.

O documento também observa que a maioria das moedas está atrelada ao dólar americano – incluindo a Tether (USDT), Gemini Dollar (GUSD) e USD Coin (USDC) – enquanto o Real-T supostamente seria a primeira stablecoin para o Real.

O REALT foi lançado originalmente em 9 de Maio, seguido pela CBX em 10 de Maio. De acordo com este anúncio, o REALT está disponível para depósito e saque, bem como para negociação com o USDT.

As exchanges agora supostamente devem informar à Receita Federal sobre as transações dos usuários, a fim de se proteger contra fraudes fiscais, segundo a Receita Federal.

Fonte: Cointelegraph