A Duma Federal, a câmara baixa da Assembléia Federal da Rússia é uma instituição muito poderosa que possui o poder de aprovar leis. Um de seus membros alegou que o Bitcoin deve ser proibido em todo o mundo. Nikolai Arefyev, primeiro vice-presidente do Comitê de Política Econômica, Indústria, Inovação e Empreendedorismo da Duma sugeriu que o Bitcoin deveria ser proibido em todas as partes do mundo e aqueles que o propagassem deveriam ser processados ​​como especuladores.

“Criptomoedas não deveriam existir. Isso interfere no desenvolvimento da produção de commodities. E ganhar dinheiro sem dinheiro é prejudicial para toda a população da terra. Aqueles que trabalham nesse mercado são especuladores ”, disse o parlamentar. “E nós, pelo contrário, encorajamos essas atividades, considerando que isso parece ser uma bênção para as pessoas. Na verdade, isso não é uma economia, isso é especulação, e a especulação é prejudicial à economia de qualquer país ”, concluiu Arefyev.

Na Rússia, o status de criptomoeda ainda não foi oficialmente determinado. No último trimestre de 2018, o projeto de lei “Sobre ativos financeiros digitais” foi introduzido no governo, mas de acordo com os resultados da primeira leitura, o texto do documento foi drasticamente alterado. Atualmente, o projeto de lei não foi aprovado em todas as três leituras. O presidente Vladimir Putin ordenou que a Duma criasse uma estrutura regulatória adequada para a criptomoeda nas reuniões.

Apesar da posição contraditória do governo russo sobre as criptomoedas, alguns dos gigantes do país exploram-na ativamente. A gigante de mídia social VK está planejando desenvolver sua própria moeda digital e permitir que os usuários ganhem e gastem enquanto interagem dentro da rede.

A Rússia está longe de ser o único país a tratar a criptomoeda com suspeita. A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China (CNDR) propôs recentemente uma proibição total da mineração da criptomoeda no país. Enquanto isso, a Coreia do Sul decidiu rever a proibição de ICO e criptos, como Bitcoin, Ethereum, Ripple e outros.

Confira a notícia original em inglês clicando aqui.