A Amazon só consideraria discutir a criação de sua própria criptomoeda como o Libra do Facebook em vários anos, disse um executivo sênior em uma conferência no dia 10 de Junho. Confira o vídeo completo abaixo:

Falando no evento Brainstorm Finance 2019 da Fortune, Patrick Gauthier, vice-presidente da Amazon Pay, disse que o tipo de sistema de transferência que o Facebook revelou nesta semana foi um passo longe demais no clima atual.

“É novo, é especulativo; na Amazon, nós não lidamos realmente com o especulativo, no momento”, disse ele.

O Facebook continua a causar agitação nos círculos de criptomoeda, financeiros e governamentais com o primeiro material publicitário em torno do lançamento de Libra.

Criado como uma rede projetada para permitir que os usuários enviem dinheiro como mensagens ou imagens nas redes sociais, o esquema tem atraído desprezo por sua configuração técnica e roadmap, enquanto alguns legisladores já chegaram a pedir que a empresa pare completamente o desenvolvimento. O ministro das Finanças da França foi um destes. Leia mais clicando aqui.

Como uma alternativa potencial à moeda fiduciária e aos bancos centrais, outros comentaristas sugeriram que alguns governos, como a Rússia, tentarão bloquear o Facebook e qualquer outro produto que apoie Libra.

Nos Estados Unidos, o Comitê Bancário do Senado realizará uma audiência dedicada sobre a criptomoeda no próximo mês.

A Amazon até agora evitou a implementação da criptomoeda apesar dos vários rumores nos últimos anos, focando na pesquisa de blockchain. A empresa, inclusive, registrou uma patente de “várias técnicas” para desenvolver um sistema de prova de trabalho. Leia a matéria completa clicando aqui.

Dependendo de como o espaço evolui, no entanto, a gigante do varejo pode reconsiderar a opção de criptomoeda ao estilo da Libra no médio prazo.

“Na Amazon, lidamos muito com dados, então ficaremos felizes em ter essa conversa daqui a dois ou três anos”, resumiu Gaulthier.

Fonte: Cointelegraph