Sábado, dia 13 de Abril a deputada filiada ao PSOL, Maria do Rosário, puxou o braço do deputado e lider do PSL, Delegado Waldir, durante uma sessão na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), em que deveria ser lido o parecer do relator da Reforma da Previdência.

Confira o vídeo abaixo:

A confusão piorou quando o deputado Eduardo Bismarck, do PDT, acusou o delegado de estar armado durante a sessão, Eduardo teria pedido para o presidente do colegiado, Felipe Francischini, para que as portas da sessão fossem fechadas para que ninguém entrasse ou saísse.

Bismarck ainda teria subido em uma cadeira no meio da confusão e gritado — Isto aqui não é rinha de galo! — para tentar, sem sucesso, acalmar a sessão. Após a confusão, Waldir mostrou a jornalistas o coldre vazio. No entanto, Bismarck acusa o líder do PSL de ter passado a arma para outra pessoa no meio do tumulto. Confira a foto: