O presidente do Sudão, Omar al-Bashir, foi deposto após 30 anos no governo. A notícia foi proferida pelo ministro da defesa, Kamal Abdel, na manhã dessa quinta-feira (11), o ministro também afirmou que um conselho militar vai governar o país nesse novo período de transição, que irá durar dois anos. Após o fim do período haverão novas eleições. Abdel também anunciou três meses de estado de emergência, um cessar-fogo nacional e a suspensão da constituição.

Bashir, que governava o país desde 1989, é alvo de dois mandados internacionais de prisão por genocídio, crimes de guerra contra a humanidade, emitidos pelo Tribunal Penal Internacional, por causa de crimes cometidos em Darfur. Kamal afirmou que o ex-presidente foi detido “em um lugar seguro”.

Ontem, milhares de pessoas contrárias ao governo saíram as ruas para comemorar o golpe contra Omar al-Bashir. Grande parte dos manifestantes pediram, porém, por um governo civil e disseram que não querem uma administração liderada por militares.