Por: Eduard Watson

O diretor editorial do Instituto Americano para Pesquisa Econômica, Jeffrey Tucker, um economista respeitável, acha que o monopólio do governo sobre o dinheiro terminará, pois o Bitcoin e outras criptos ganharão a “batalha” com os bancos.

Jeffrey Tucker também culpou as elites bancárias pelas “guerras mundiais, depressão e inflação, enorme endividamento do governo e a ascensão dos Estados Leviatã que aprenderam a imprimir seu caminho ao poder e à riqueza”. Ele também acrescentou em seu último relatório que os bancos deveriam parar de interferir nas criptomoedas que obviamente não são desejadas pelos sistemas financeiros convencionais em todo o mundo.

Os bancos são resistentes adversários ao Bitcoin e as criptomoedas, diz Jeffrey Tucker

Os bancos não estão dispostos a desistir e permitir que os criptos cresçam, e eles alinham regulamentações e soluções para eliminar o Bitcoin e outras criptos e ameaçam as startups relacionadas à criptografia que pretendem tirar a supremacia e o monopólio dos bancos.

Além disso, Jeffrey Tucker retratou o plano que os bancos têm afim de parar as criptos, a saber, a emissão de moedas criptografadas apoiadas pelo governo e do banco central. No entanto, o economista do Instituto Americano para Pesquisa Econômica apontou que tais criptos só seriam limitadas aos respectivos países que os emitiam e também operariam em tecnologias centralizadas de blockchain.

Tucker acrescentou que tais criptos pertencentes a bancos centrais iriam contradizer os próprios princípios das criptomoedas que são ativos sem fronteiras que podem ser transacionados a qualquer hora e lugar, e que funcionam em um livro público.

Bitcoin (BTC) e criptos para acabar com o monopólio do governo do dinheiro

“Graças à tecnologia de contabilidade descentralizada e algumas inovações impressionantes para criar dinheiro digital e soluções bancárias, a tecnologia opera de peer-to-peer e não requer nem governo nem intermediários para operar. Estamos começando a ver como seria a escolha real da moeda. A tecnologia só existe desde 2009, mas se tornou a coisa mais empolgante em dinheiro e finanças do planeta ”, escreveu Jeffrey Tucker em seu último relatório.

Apesar do conselho de Tucker, o governo e os bancos centrais não vão recuar e deixar o Bitcoin e outros criptos, bem como investidores ou desenvolvedores dentro desse mercado, sozinhos. Mas, felizmente, nem os governos nem os bancos centrais poderiam congelar um movimento global que está ganhando cada vez mais popularidade e valorização das grandes empresas de tecnologia.

Você pode ler o artigo original clicando aqui.


Traduzido por: Wallace Nascimento (@Wallace48597355)

Revisado por: Joana Pagliarin (@capitalismuss)