terça-feira, setembro 27, 2022

A coletiva de imprensa de Biden foi aterrorizante

Artigo escrito por John Podhoretz

Faz um dia desde a coletiva de imprensa do presidente Biden marcando o primeiro aniversário de sua posse, e continuo no mesmo estado de descrença horrorizado e atordoado que experimentei enquanto assistia.

Sempre me perguntei como seria ver o comportamento de um ser humano real, em oposição a um personagem de um filme de espionagem, que recebeu uma injeção de pentotalsódico. Foi assim que Biden esteve na coletiva de imprensa. Tudo o que ele disse provavelmente não deveria ter dito, mas ele simplesmente não conseguiu se conter. Era seu monólogo Interno, e era aterrorizante.

Ele disse, “olha, tudo bem, apenas 5% das escolas da América estão fechadas” (depois ele disse que eram 2%). “Cinco por cento das 130.000 escolas americanas equivalem a… 6.500 escolas fechadas“. Isso está ok?

Ele disse que os estoques das lojas estão em 89%, o que, segundo ele, é apenas alguns pontos menor do que antes da pandemia.

Sério? As lojas estão perdendo um décimo dos produtos que costumam vender, e tudo bem?

Ele disse, com efeito, que os americanos devem esperar que a inflação continue subindo devido à disparada dos preços do petróleo. “Vai ser difícil“, disse ele. “Vai ser muito difícil.”

E os hambúrgueres também estão mais caros. Por quê? “Os Quatro Grandes estão controlando tudo.” Dizer o que agora? O Grande Quem? Eu sei eu sei. Ele está alegando que há um cartel de alimentos que está roubando os comedores de hambúrguer da América. O que explicaria por que o custo de tudo o mais na América está aumentando ao mesmo tempo, e a inflação está no nível mais alto que vimos em quatro décadas.

Depois de uma série de perguntas razoavelmente difíceis, Biden se cansou e perguntou: “Você consegue pensar em algum outro presidente que tenha feito tanto em um ano? Cite um para mim. Estou falando sério. Vocês falam sobre como nada aconteceu. Eu não acho que tenha havido muito no prato de qualquer presidente entrante que tenha sido um menu maior do que o prato que eu tinha dado a mim.”

Eu não sabia que os menus eram servidos em pratos, mas tudo bem, vamos deixar isso passar. Se ele fez um trabalho tão bom, por que seu índice de aprovação do RealClearPolitics foi de 55% logo após sua posse e 41% hoje? “Não acredito nas pesquisas”, respondeu.

E eu nem cheguei na questão da Rússia. Você sabe, onde ele meio que disse que uma “pequena incursão” dos militares de Vladimir Putin na Ucrânia seria “uma coisa” – significando, talvez, um pouco aceitável.

E que se Putin entrasse com tudo ele “seria capaz de prevalecer, mas seria pesado, real e consequente”. Como será pesado, real e consequente? Ora, sanções! Putin nunca viu sanções como essas. Ele vai odiar essas sanções! Mas veja, disse Biden, “militarmente, [os russos] têm uma superioridade esmagadora” e “meu palpite é que ele mudará de ideia”.

Seu palpite? Ele não é Stephen A. Smith, tentando descobrir qual pode ser o próximo passo como treinador de Bill Belichick. Ele é o presidente dos Estados Unidos. O que ele diz afeta e afetará o que Putin faz. E embora ele não tenha dado sinal verde a ele, ele praticamente disse que sua invasão seria bem-sucedida a longo prazo – o que talvez seja a coisa mais horrível que qualquer líder já disse na véspera de uma luta em potencial.

Agora eu sei por que eles o mantiveram no porão durante 2020, da mesma forma que o Sr. Rochester manteve sua esposa louca no sótão. As apostas eram muito altas para Biden arriscar seu próprio futuro disparando sua própria boca tola, e até Biden entendeu isso.

Ele precisava ficar quieto para que o foco permanecesse em Donald Trump, e as circunstâncias conspiraram para possibilitar que ele não se aventurasse e improvisasse de maneira autodestrutiva.

Bem, a Sra. Rochester saiu do sótão e, como ela, Biden acabou de incendiar a casa.

Esse artigo foi escrito por John Podhoretz, publicado no New York Post e traduzido pelo Gazeta Libertária.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA