Americanas entrará em recuperação judicial. E você pagará a conta

Americanas entrará em recuperação judicial

Após as Lojas Americanas – uma das maiores redes varejistas do Brasil – descobrir um rombo de mais de R$ 40 bilhões em suas finanças, a diretoria da empresa solicitou um pedido de recuperação judicial, ou seja, pediu certa intervenção do governo nas negociações junto a seus credores. E você pagador de impostos irá pagar essa conta, já que pelo menos um terço dos bancos a quem a Americanas deve são estatais.

A dívida

Em meados de janeiro, as Americanas havia descoberto uma dívida de cerca de R$ 40 bilhões. Segundo a empresa, seu faturamento neste mês foi no máximo de R$ 800 milhões. O insuficiente para quitar a dívida.

Representantes da varejista afirmam que tudo foi causado por um erro contábil e que ainda estão investigando quem podem ser os responsáveis diretos por essa situação.

A empresa também afirma que tomou medidas para proteger o que resta do caixa da empresa. Como precaução, ela entrou com uma medida cautelar de custódia, que permite suspender a possibilidade de um bloqueio, sequestro ou penhora de bens da empresa, fazendo com que ela também adie a obrigação de pagamento de dívidas até um pedido de recuperação judicial ser efetivado.

Recuperação judicial

Na tarde desta quinta-feira, as Americanas deu entrada na recuperação judicial. Isso significa que o estado brasileiro irá ajudar a empresa a renegociar suas dívidas.

A Americanas, que possui mais de 44 mil funcionários, afirma que o processo de recuperação judicial tem o objetivo de:

“manutenção de empregos, pagamento de impostos e a boa relação com seus fornecedores, credores e investidores de forma geral”.

A recuperação judicial da Americanas é a quarta maior da história do Brasil. Além dela, outros casos notáveis incluem a Odebrecht, com dívidas de R$ 80 bilhões – a maior recuperação judicial do país. Em segundo lugar, temos a Oi – recentemente finalizada em R$ 65 bilhões. E na terceira posição: Samarco, sendo salva pela bagatela de R$ 55 bilhões.

É você quem paga a conta

Enquanto o estado brasileiro ajuda a Americanas a renegociar sua dívida, com a desculpa de “proteger empregos”, você continuará trabalhando e pagando impostos para pagar esta conta.

Como cerca de um terço dos bancos a quem a Americanas deve são estatais, a conta suspensa vai sobrar para os pagadores de impostos.

Isso mesmo! Enquanto o estado brasileiro alivia a dívida de uma mega empresa que agiu de forma irresponsável, você que vê seu dinheiro ser destruído pela inflação e impostos vai ter que trabalhar mais, vendo essa mesma medida impactando a economia e atingindo claro, você.

Não se iluda! Não importa o que os políticos tenham te prometido. Tudo não passa de propaganda para ter manter dócil e obediente.

Espero que a essa altura você tenha entendido isso. E saiba que há como escapar das garras deste sistema tirano.

Basta clicar aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escravidão Africana
Ética

Entendendo a história da escravidão africana: os europeus não foram os únicos traficantes de escravos

No vasto panteão da história, os negros foram ao mesmo tempo vítimas e opressores. No entanto, a história tem sido tão politizada que ouvimos infinitamente sobre a primeira e quase nunca sobre a segunda. A retórica eclipsou os fatos. É fato, por exemplo, que os africanos participavam do tráfico transatlântico de escravos. A narrativa agora […]

Leia Mais
Renato Moicano
Ética

Renato Moicano: “Se você se preocupa com seu… país, leia Ludwig von Mises”

Na noite do último sábado, o lutador brasileiro Renato Moicano viralizou após sua vitória sobre JalinTurner no UFC 300, fazendo uma saudação ao próprio Ludwig von Mises. “Eu amo os Estados Unidos, amo a Constituição… quero portar… armas. Amo a propriedade privada. Vamos lhe dizer uma coisa. Se você se preocupa com seu país, leia […]

Leia Mais
Elon Musk e Alexandre de Moraes
Ética

Elon Musk ataca censura de Alexandre de Moraes e deixa esquerda em polvorosa

Na última sexta-feira, o CEO da rede social X, Elon Musk, respondeu a uma publicação de Alexandre de Moraes questionando o porque dele estar impondo tanta censura no Brasil. Na publicação em questão, Moraes parabenizava o ex-ministro do STF, Ricardo Lewandowski pelo novo cargo de Ministro da Justiça e Segurança Pública. Confira abaixo: Elon Musk […]

Leia Mais