Americanos continuam fugindo de Nova York e da Califórnia – Eis para onde estão indo

Americanos estão fugindo da Califórnia e Nova York em busca de lugares com menos impostos e menor criminalidade

No ano passado, o êxodo dos redutos democratas da Califórnia, Nova Iorque e Illinois, com altos impostos e alta criminalidade, continuou, de acordo com um relatório da Associação Nacional de Corretores de Imóveis.

E quais estados ganharam o maior número de novos residentes? Flórida e Texas – lar de baixos impostos e clima quente, seguido pela Carolina do Norte e Carolina do Sul.

A Flórida viu um afluxo de 318.855 pessoas, enquanto o Texas viu 230.961 novos residentes. E não é só pelo clima e pelos impostos.

Todos conhecem os baixos impostos e o bom clima nestes lugares. Mas outra coisa que torna estas áreas populares é a robusta recuperação do mercado de trabalho após a pandemia“, disse Nadia Evangelou, diretora de pesquisa imobiliária da NAR (National Association of Realtors). “Não somente suas economias foram capazes de recuperar todos os empregos que foram perdidos, mas há 5% a mais de empregos agora do que em 2020″.

É claro que, uma vez que estes estados se tornem azuis graças ao influxo de democratas costeiros, as vantagens fiscais e a baixa criminalidade irão sem dúvida evaporar.

Movendo-se em declínio

De acordo com a Brookings Institution, a tendência de migração a longo prazo está diminuindo, relata a CBS News.

De 2021 a 2022, por exemplo, cerca de 9% dos americanos se mudaram, variando de movimentos locais a de longa distância.

Isso é muito inferior aos cerca de 20% dos americanos que se mudaram a cada ano dos anos 40 aos anos 60 – décadas em que mais lares eram de uma renda, tornando mais fácil a mudança em comparação com os lares de duas rendas de hoje.

Dito isto, os movimentos de maior distância têm se intensificado nos últimos anos, já que os americanos encontram emprego em diferentes partes do país.

Este deslocamento da população pinta um quadro claro: As pessoas deixaram estados com altos impostos e altos custos, indo àqueles com impostos e custos mais baixos”, escreveu a analista de política Janelle Fritts em um post de blog no início deste mês.

Dos vinte maiores deslocamentos entre condados (municípios), a partir do estado de Nova Iorque, os custos de moradia medianos foram substancialmente mais baixos nos condados de destino“, diz o relatório. “Em média, os custos anuais de hipotecas para casas com preços medianos são $18.300 mais baixos nos condados de destino – uma economia de 34% – do que nos condados de origem nova-iorquina”.

Artigo escrito por Tyler Durden, publicado em Zero Hedge e traduzido e adaptado por @rodrigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vietnã
Economia

Como o capitalismo venceu o socialismo no Vietnã

Phung Xuan Vu, de oito anos, e seu irmão de 10 anos foram responsáveis por buscar comida para sua família, que estava em constante aperto de fome. Eles viviam no Vietnã na década de 1980, então isso exigia cartões de racionamento. Um dos bens mais importantes da família era um livreto de vales-alimentação. Como a […]

Leia Mais
Argentina
Economia

Ação Humana em seu 75º aniversário nos ajuda a entender como o estatismo dizimou a Argentina

O septuagésimo quinto aniversário do livro Ação Humana de Ludwig von Mises nos convida a refletir sobre as conquistas acadêmicas de Mises e como a corrente econômica dominante ainda não alcançou seus avanços na economia. Como Jesus Huerta de Soto aponta em seu estudo preliminar para a versão em espanhol da décima terceira edição de […]

Leia Mais
Tomate
Economia

Saboreie o gosto da Independência, cultive-a você mesmo!

Cultivar os seus próprios tomates pode ser muito mais gratificante do que o doce sabor da sua colheita. Os benefícios adicionais tradicionais fazem com que muitos de nós regressem estação após estação. Se é um jardineiro, conhece a grande sensação de agir diretamente sobre a natureza para produzir os alimentos que come. Cultivar tomates leva-o […]

Leia Mais