terça-feira, dezembro 6, 2022

Sujeitando a histeria sobre o aquecimento global à racionalidade e lógica

Texto traduzido

Muito do nosso tempo, energia e recursos foram sacrificados à histeria do aquecimento global, sem submeter essa questão à racionalidade e lógica. Pretendo fornecer uma abordagem lógica passo a passo que possa ser usada para avaliar praticamente qualquer questão controversa, seja pessoal ou mundial como o aquecimento global.

Etapa um: A terra está realmente aquecendo?

A histeria do aquecimento global postula que a Terra está esquentando e que nossas economias precisam ser alteradas para detê-la. Mas há muitas suposições embutidas nessa única afirmação. Em primeiro lugar, a Terra está esquentando? Me falaram que sim. Talvez esteja, mas há muito mais nesta suposição. Qual é o ponto de início e qual é o ponto final? Como esses pontos foram escolhidos? Houve um aumento constante do início ao fim? Provavelmente não. Então, o que causou os altos e baixos?

De acordo com a NASA, a temperatura da Terra aumentou vírgula oito de um grau Celsius (0,8C) desde 1880. Por que desde 1880 e não desde 1780 ou 1280? Ou por que não uma década? Além disso, por que ponto oito de um grau Celsius é considerado muito? Quanto é uma quantia aceitável? Meio grau ou mudança zero? Como esse padrão foi escolhido e o quão preciso ele é?

Na verdade, a Terra esfriou e aqueceu diversas vezes nos últimos 350 anos. O último período de resfriamento começou em 1850. É interessante observar que o relatório da NASA sobre um período de aquecimento começou trinta anos depois, em 1880!

Etapa 2: O resfriamento global seria preferível ao aquecimento global?

Podemos afirmar que a temperatura da Terra nunca é estática. Está sempre aquecendo ou esfriando. Seria melhor se a terra estivesse esfriando? Isso parece estar implícito na histeria do aquecimento global; ou seja, se tememos os períodos de aquecimento, devemos comemorar os períodos de resfriamento. Eu duvido. A última era do gelo terminou há 12 mil anos, isso é apenas um pontinho no tempo para o planeta Terra. O gelo cobriu a maior parte da América do Norte a uma profundidade de 2,5 a 3 km, dificilmente propício à existência humana.

Etapa 3: Será que o aquecimento global não é um benefício?

Mesmo que a terra esteja esquentando, será que até certo ponto esse aquecimento pode nos trazer alguns benefícios? Clima mais favorável à produção de alimentos, passagens sem gelo por mais tempo para o comércio global. Menos recursos gastos com aquecimento por causa dos invernos mais curtos. Saúde melhor devido ao clima estar mais favorável para aproveitar diversas atividades e vantagens ao ar livre. É realmente difícil encontrar alguma vantagem no resfriamento global.

Etapa 4: O homem é um dos principais contribuintes para o aquecimento global?

Assumindo que o maligno aquecimento global exista, o homem é um dos principais contribuintes? Se não, fim da investigação. Se sim, como? A Terra aqueceu e esfriou por centenas de anos, é natural. O homem não poderia ter sido um grande contribuinte nesses eventos, então deve ter ocorrido algum outro fenômeno que causou isso. Talvez esse fenômeno, mesmo que não possamos identificá-lo agora, seja o maior contribuinte para o aquecimento global.

O ponto principal é que devemos identificar a causa do aquecimento global criada pelo homem – se estiver realmente acontecendo, é claro – antes de podermos fazer a próxima pergunta.

Etapa 5: Mitigação produziria um benefício?

Supondo que chegamos até aqui – ou seja, a Terra está esquentando; o aquecimento é ruim e o homem é a causa – que ações devem ser tomadas que não causarão danos ainda maiores do que simplesmente deixar o ser humano continuar fazendo o que está fazendo? Regular economias em todo o mundo, ao restringir os combustíveis fósseis infligiria terríveis privações a bilhões de pessoas.

Não seria mais sábio se adaptar ao aquecimento global do que reverter o mundo inteiro para uma economia primitiva que não pode suportar a vida humana existente na terra em seu nível atual de conforto, mas que tem como promessa ainda mais conforto para as futuras gerações? Por quais critérios presumimos que interromper ou desacelerar a criação de riqueza, globalmente, é benéfico?

Conclusão: As suposições precisam ser desafiadas

A histeria do aquecimento global foi submetida a poucas investigações sérias, lógicas e racionais. As suposições ocultas desse movimento precisam ser desafiadas. Cabe àqueles que desejam infligir grandes danos às economias mundiais justificar suas ações propostas, com lógica e racionalidade.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA