Atividade industrial da Zona do Euro tem pior mês em 6 anos

As fábricas da Zona do Euro tiveram, em Março, seu pior mês em quase seis anos. Indicadores apontam para uma possível crise ou recessão, como mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

O PMI de indústria final do IHS Markit caiu pelo oitavo mês seguido, saindo de 47,5 de 49,3 em Fevereiro para 47,2 de 49,4 em Março, tendo a leitura mais fraca desde abril de 2013. Segundo mês seguido com a marca abaixo de 50 que separa crescimento de contração.

Os resultados decepcionantes saíram depois que o Banco Central Europeu adiou uma alta de juros até 2020 e disse que oferecerá aos bancos uma nova onda de empréstimos baratos para ajudar a reanimar a economia.

O PMI revela que a contração já está em andamento  as novas encomendas caíram em um ritmo mais rápido em mais de seis anos e as fábricas reduziram as compras de matérias-primas conforme estocam produtos não vendidos.

One thought on “Atividade industrial da Zona do Euro tem pior mês em 6 anos”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Railander Games
Economia

Empreendedor abre locadora de videogames a preços acessíveis para crianças carentes no CE

Um cearense chamado Vicente da Silva Façanha, de 51 anos, mostrou um exemplo de como o empreendedorismo pode levar lazer às pessoas carentes. Com sua ideia de abrir uma locadora de videogames em sua própria casa a preços acessíveis, ele dá a oportunidade de crianças carentes poderem jogar a partir de R$ 5,00 a hora. […]

Leia Mais
"Quem construirá as estradas?"
Economia

“Quem construirá as estradas?” — Parte 1

Todos que defendem o mercado livre em detrimento do envolvimento do governo na economia já ouviram essa resposta comum: “Quem vai construir as estradas?” Às vezes, a pergunta é sincera e merece ser respondida com paciência. Na maioria das vezes, no entanto, é a rejeição de um argumento complexo e tem a intenção de encerrar […]

Leia Mais
Dólar
Economia

Dólar tem 4ª alta seguida e fecha a R$ 5,40 após declarações de Lula e decisão do Fed

O dólar teve seu quarto dia de alta nesta quarta-feira (12), fechando em R$ 5,40. O mercado financeiro atribui tal alta do dólar à repercussão das falas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deu sinais de que queria aumentar os gastos do governo e fazer corte de juros usando “questões sociais” como justificativa. […]

Leia Mais