terça-feira, setembro 27, 2022

Bloqueio do Telegram pelo TSE no Brasil já é visto como “inevitável” 

Depois de vários pedidos sem resposta enviados aos responsáveis pelo Telegram, os membros do TSE se mostram decididos em bloquear o mensageiro.

O Telegram, aplicativo criado pelo russo Palel Durov, já vinha sendo ameaçado de ser bloqueado pelo TSE no Brasil devido ao seus responsáveis não terem respondido os pedidos dos autoritários estatais brasileiros de colaborarem no combate as “fake news” na plataforma.

De acordo com o TSE há um grande número de grupos e canais espalhando “fake news” alegando fraudes nas eleições, caso esse inclusive sendo investigado pela Polícia Federal. A afronta parece preocupar o TSE que já vinha pedindo para o Telegram banir responsáveis por este tipo de conteúdo. Eles também alegam que o aplicativo é um abrigo para vendedores de armas, drogas e notas falsas.

No entanto, como nenhum representante do Telegram respondeu aos pedidos, as “autoridades” entenderam que seria “necessário” banir o mensageiro do país, medida esta que não atingirá apenas os responsáveis pelas alegadas “fake news” mas milhões de outras que não possuem relação alguma com isso.

Outros países conhecidos por seu autoritarismo e censura já baniram o Telegram, tais como China, Cuba, Rússia, Paquistão etc. O Brasil está tomando um caminho perigoso.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA