Bolsonaro promete não punições para crimes em defesa da propriedade

De acordo com o site UOL, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) prometeu enviar para o Congresso um projeto de lei visando que aquele que cometa um um ato ilícito em defesa de sua propriedade não seja penalizado. Segundo ele, quem matar em defesa da propriedade (vida ou bens exteriores) responderá pelo crime, mas não irá sofrer nenhuma punição.

Caso o projeto passe, ele deverá passar pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal. “É a forma que nós temos que proceder para que o outro lado que teime em desrespeitar a lei tema o cidadão de bem, e não o contrário”. Em seu discurso, Bolsonaro também disse que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), colocará em pauta um projeto de lei que visa fazer com que proprietários rurais que tenham posse de arma possam utilizá-la em todo o perímetro de suas terras.

Fonte: UOL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Greve das universidades federais
Política

Greve das Universidades Federais mantém tensão entre professores e o Governo Lula

A greve de universidades federais no país, que já dura quase dois meses, segue ativa, mantendo a tensão entre os professores federais e o Governo Lula. Por um lado, professores em greve afirmam que continuarão com a greve até receberem aumentos salariais. O governo, por sua vez, afirma que não há mais espaço no orçamento […]

Leia Mais
Macron
Política

Macron dissolve parlamento e convoca eleições legislativas antecipadas na França

No último domingo (9), o presidente da França, Emmanuel Macron, dissolveu o parlamento do país, a Assembleia Nacional, e convocou eleições legislativas antecipadas. A decisão do presidente francês foi tomada após uma pesquisa de boca de urna que mostrou que seu partido, Renascimento, seria derrotado pelo partido de oposição, União Nacional (RN), nas eleições parlamentares. […]

Leia Mais
Jorge Seif
Política

Senador Jorge Seif admite que defende imposto sobre importações porque paga o seu salário

O senador Jorge Seif (PL-SC), que se diz liberal, votou sim pela em 20% das compras internacionais até 50 dólares, que foi aprovada na última quarta-feira, 5, a taxação. O senador justificou seu voto, admitindo que tal imposto paga seu salário. O senador ainda recorreu às velhas falácias protecionistas e estatistas em defesa dos impostos […]

Leia Mais