Câmara aprova dobrar peso de voto em mulheres e negros

A Câmara dos Deputados aprovou nesta sexta-feira (10), 334 votos a favor e 110 contra, uma proposta de lei impondo que o voto de um deputado federal dado por candidatos negros, e mulheres, será contado como o dobro para os partidos no cálculo do fundão eleitoral.


Esse projeto foi criado na intenção de que sejam lançados pelos partidos mais candidatos negros e mulheres. A justificativa utilizada foi que as mulheres negras representam 27% da população brasileira, porém no congresso representam apenas 2%.

Apesar de ser aprovado na câmara, líderes do senado preveem que o texto poderá ser rejeitado na casa, justamente por que nesse texto também traz de volta a questão da coligação partidária.

O Senado acabou com as coligações partidárias nas eleições proporcionais de deputados e vereadores em 2017, não sendo permitidas desde as eleições municipais de 2020.

Segundo os deputados, o principal objetivo da formação das alianças era somar os tempos de propaganda na rádio e televisão das legendas envolvidas, mesmo que não compartilhassem as mesmas ideologias. O objetivo de extinguir as coligações era diminuir a existência de partidos “de aluguel” e os chamados nanicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Greve das universidades federais
Política

Greve das Universidades Federais mantém tensão entre professores e o Governo Lula

A greve de universidades federais no país, que já dura quase dois meses, segue ativa, mantendo a tensão entre os professores federais e o Governo Lula. Por um lado, professores em greve afirmam que continuarão com a greve até receberem aumentos salariais. O governo, por sua vez, afirma que não há mais espaço no orçamento […]

Leia Mais
Macron
Política

Macron dissolve parlamento e convoca eleições legislativas antecipadas na França

No último domingo (9), o presidente da França, Emmanuel Macron, dissolveu o parlamento do país, a Assembleia Nacional, e convocou eleições legislativas antecipadas. A decisão do presidente francês foi tomada após uma pesquisa de boca de urna que mostrou que seu partido, Renascimento, seria derrotado pelo partido de oposição, União Nacional (RN), nas eleições parlamentares. […]

Leia Mais
Jorge Seif
Política

Senador Jorge Seif admite que defende imposto sobre importações porque paga o seu salário

O senador Jorge Seif (PL-SC), que se diz liberal, votou sim pela em 20% das compras internacionais até 50 dólares, que foi aprovada na última quarta-feira, 5, a taxação. O senador justificou seu voto, admitindo que tal imposto paga seu salário. O senador ainda recorreu às velhas falácias protecionistas e estatistas em defesa dos impostos […]

Leia Mais