sexta-feira, fevereiro 3, 2023

Carta dos indígenas de 2013 revela a verdadeira relação entre o PT e a Causa Indígena

Nos últimos anos, o PT vem se apresentando como defensor de várias causas ditas “progressistas”. Dentre elas, a causa Indígena, que visa defender os direitos e interesses dos povos indígenas no Brasil.

No entanto, uma carta de ativistas indígenas publicada em 2013 no site do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), mostra que a realidade é bem diferente. Na carta, publicada após o evento “Abril Indígena”, representantes da causa Indígena apresentam a reclamação de que até então a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, não dava atenção a causa deles.

O passado do PT com as causas indígenas

Na parte da carta que fala da relação entre Dilma e os indígenas, é afirmado que a presidente os ignorou por 2 anos, apesar das várias tentativas dos representantes da causa em tentarem apresentar suas queixas à presidente. Eles também afirmam que ela preferia se reunir com garimpeiros e latifundiários.

Segue abaixo o trecho da carta onde os ativistas reclamam da falta de apoio de Dilma à causa Indígena:

Na tarde do dia 18, a ação central dos indígenas foi no Palácio do Planalto. A reivindicação era a de uma reunião com a presidenta Dilma Roussef, que desde que assumiu o mandato, em 2011, nunca se reuniu com o movimento indígena. No entanto, o máximo que o governo federal ofereceu foi uma conversa com o ministro Gilberto Carvalho e um encontro com os demais ministros. Os índios recusaram e em uma nota manifestaram seu repúdio à presidenta: “Não, não queremos mais falar com quem não resolve nada! Há dois anos entregamos, nós povos indígenas, durante o Acampamento Terra Livre 2011, uma pauta de reivindicações para esses ministros e nada foi encaminhado. De lá para cá perdemos as contas de quantas vezes em que Dilma esteve com latifundiários, empreiteiras, mineradores, a turma das hidrelétricas. Fez portarias e decretos para beneficiá-los e quase não demarcou e homologou terras tradicionais nossas. Deixou sua base no Congresso Nacional entregar comissões importantes para os ruralistas e seus aliados”.  


Para ler a carta na íntegra, clique aqui. Também providenciamos um arquivamento dela caso o artigo original seja deletado. Basta clicar aqui.

PT e sua propaganda política

Como mostrado acima, para o PT a preocupação dos indigenas era totalmente irrelevante. Isso pode parecer surpreendente para muitos, uma vez que nos últimos anos o PT vem tentando se apresentar como representante das causas progressistas no País.

No entanto, este documento mostra o quanto tudo isso foi apenas uma fachada que o partido foi construindo ao longo dos últimos seis anos. E isso principalmente após o impeachment da presidente Dilma Rousseff. De lá pra cá, o PT vem buscando uma parceria com outros grupos de esquerda da qual foram rivais no passado (o PSOL, maior representante progressista do Brasil, surgiu de uma divisão dentro do PT).

Com os partidos não-esquerdistas ignorando as causas progressistas, o PT enxergou nelas uma oportunidade de aumentar sua base. O partido, que até então apenas fingia na frente das câmeras se preocupar com estes assuntos, percebeu a necessidade de parecer mais convincente quanto ao seu comprometimento com estas causas.

E isso ajudou o PT a construir a imagem que ele possui hoje: baluarte do progressismo e das causas sociais no Brasil. Nada próximo da realidade.

Para o PT, tal postura é apenas um trampolim para a vitória. Eles continuam sem se importar com estas pautas como sempre fizeram (assim como todos os políticos). No entanto, o PT hoje sabe que irá precisar encenar melhor sua preocupação se realmente quiser se manter mais tempo no poder.

A questão indígena

A questão Indígena é uma preocupação de várias entidades que buscam representar os interesses e preocupações dos povos indígenas no Brasil. É inegável que muitas das propostas são questionáveis e ao invés de uma luta genuína pela libertação dos povos nativos e da defesa de sua liberdade, muitas organizações acabam submetendo todas as decisões da causa à tutela do estado.

Mesmo que o interesse pela causa tenha começado de forma nobre, ela acabou se tornando, em parte, apenas uma propaganda política do PT, bem como uma justificativa para o estado brasileiro expandir seus poderes.

Uma defesa para que os povos indígenas realmente tenham sua liberdade respeitada, como o direito legítimo sobre suas terras, seria uma abordagem mais eficaz e mais justa. E isto implicando na retirada dos tentáculos do estado sobre eles.

Em relação aos confrontos dos indígenas com os garimpeiros e outros grupos que lutam pelos recursos atribuídos aos indígenas, os defensores destes seriam muito mais efetivos providenciando meios de segurança para protegê-los. Já que há grupos que não respeitam os direitos dos indígenas, tais grupos deveriam responder por isso.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA