Cazaquistão declara estado de emergência após protestos

Nesta quarta-feira, dia 5, milhares de manifestantes no Cazaquistão indignados com a alta do preço do gás invadiram vários prédios públicos do país, o que levou a confrontos com a polícia e a prisão de diversos manifestantes.

Diante da situação, o presidente Cazaquistão Kassym Jomart Tokayev, destituiu seu governo e declarou estado de emergência em duas regiões do país até o dia 19 de janeiro. O mesmo também instituiu um toque de recolher de 23h até às 7h.

Durante uma das manifestações, a sede da prefeitura de Almaty, a capital econômica do Cazaquistão, foi invadida. A polícia foi acionada e durante confronto com os manifestantes usou granadas de efeito moral e gás lacrimogêneo.

Após o ato, mais de 200 pessoas foram detidas em Almaty e Taraz, no sul, e dezenas ficaram feridas durante os protestos desencadeados pelo aumento dos preços do gás liquefeito de petróleo (GLP) muito usado como combustível no oeste do Cazaquistão.

No vídeo abaixo, é possível ver o momento em que os manifestantes invadem a sede da prefeitura de Almaty:

Presidente do Cazaquistão pede ajuda a Putin para conter as manifestações

A situação chegou em um nível tão delicado que o presidente do país resolveu apelar a ajuda do exército russo para conter as manifestações.

O pedido foi feito ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante um discurso televisionado, onde ele recorreu à Organização do Tratado de Segurança Coletiva – uma aliança militar liderada pela Rússia e que conta com nações da antiga União Soviética, incluindo Belarus Quirguistão e Tajiquistão.

Almaty foi atacada, destruída, vandalizada, os residentes de Almati foram vítimas de ataques de terroristas, bandidos, portanto é nosso dever […] tomar todas as ações possíveis para proteger nosso estado

disse o presidente.

Tokayev também disse que os ataques foram feitos por terroristas treinados por estrangeiros.

O momento de caos no país atinge o preço do Bitcoin

A tensão afetou até mesmo o preço do Bitcoin uma vez que o Cazaquistão é o segundo maior minerador da criptomoeda – como consequência, além de prejudicar a mineração, o preço também caiu.

Os principais pools de mineração já haviam sentido o golpe no início da tarde desta quarta-feira (05), registrando uma forte queda no hashrate.

Os mercados reagiram negativamente à incerteza e o Bitcoin registram uma queda de 4%, segundo o índice do Coindesk. O ativo abriu o dia próximo aos US$ 46 mil e chegou a registrar US$ 44.900. No momento é cotado a US$43.602, ainda instável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Greve das universidades federais
Política

Greve das Universidades Federais mantém tensão entre professores e o Governo Lula

A greve de universidades federais no país, que já dura quase dois meses, segue ativa, mantendo a tensão entre os professores federais e o Governo Lula. Por um lado, professores em greve afirmam que continuarão com a greve até receberem aumentos salariais. O governo, por sua vez, afirma que não há mais espaço no orçamento […]

Leia Mais
Macron
Política

Macron dissolve parlamento e convoca eleições legislativas antecipadas na França

No último domingo (9), o presidente da França, Emmanuel Macron, dissolveu o parlamento do país, a Assembleia Nacional, e convocou eleições legislativas antecipadas. A decisão do presidente francês foi tomada após uma pesquisa de boca de urna que mostrou que seu partido, Renascimento, seria derrotado pelo partido de oposição, União Nacional (RN), nas eleições parlamentares. […]

Leia Mais
Jorge Seif
Política

Senador Jorge Seif admite que defende imposto sobre importações porque paga o seu salário

O senador Jorge Seif (PL-SC), que se diz liberal, votou sim pela em 20% das compras internacionais até 50 dólares, que foi aprovada na última quarta-feira, 5, a taxação. O senador justificou seu voto, admitindo que tal imposto paga seu salário. O senador ainda recorreu às velhas falácias protecionistas e estatistas em defesa dos impostos […]

Leia Mais