Cazaquistão declara estado de emergência após protestos

Nesta quarta-feira, dia 5, milhares de manifestantes no Cazaquistão indignados com a alta do preço do gás invadiram vários prédios públicos do país, o que levou a confrontos com a polícia e a prisão de diversos manifestantes.

Diante da situação, o presidente Cazaquistão Kassym Jomart Tokayev, destituiu seu governo e declarou estado de emergência em duas regiões do país até o dia 19 de janeiro. O mesmo também instituiu um toque de recolher de 23h até às 7h.

Durante uma das manifestações, a sede da prefeitura de Almaty, a capital econômica do Cazaquistão, foi invadida. A polícia foi acionada e durante confronto com os manifestantes usou granadas de efeito moral e gás lacrimogêneo.

Após o ato, mais de 200 pessoas foram detidas em Almaty e Taraz, no sul, e dezenas ficaram feridas durante os protestos desencadeados pelo aumento dos preços do gás liquefeito de petróleo (GLP) muito usado como combustível no oeste do Cazaquistão.

No vídeo abaixo, é possível ver o momento em que os manifestantes invadem a sede da prefeitura de Almaty:

Presidente do Cazaquistão pede ajuda a Putin para conter as manifestações

A situação chegou em um nível tão delicado que o presidente do país resolveu apelar a ajuda do exército russo para conter as manifestações.

O pedido foi feito ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante um discurso televisionado, onde ele recorreu à Organização do Tratado de Segurança Coletiva – uma aliança militar liderada pela Rússia e que conta com nações da antiga União Soviética, incluindo Belarus Quirguistão e Tajiquistão.

Almaty foi atacada, destruída, vandalizada, os residentes de Almati foram vítimas de ataques de terroristas, bandidos, portanto é nosso dever […] tomar todas as ações possíveis para proteger nosso estado

disse o presidente.

Tokayev também disse que os ataques foram feitos por terroristas treinados por estrangeiros.

O momento de caos no país atinge o preço do Bitcoin

A tensão afetou até mesmo o preço do Bitcoin uma vez que o Cazaquistão é o segundo maior minerador da criptomoeda – como consequência, além de prejudicar a mineração, o preço também caiu.

Os principais pools de mineração já haviam sentido o golpe no início da tarde desta quarta-feira (05), registrando uma forte queda no hashrate.

Os mercados reagiram negativamente à incerteza e o Bitcoin registram uma queda de 4%, segundo o índice do Coindesk. O ativo abriu o dia próximo aos US$ 46 mil e chegou a registrar US$ 44.900. No momento é cotado a US$43.602, ainda instável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Homem tenta invadir residência oficial de Lula
Política

Tentativa de invasão a residência oficial de Lula no Palácio do Planalto

Na manhã deste sábado (24), houve uma tentativa de invasão do Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente Lula (PT). O petista estava presente quando um carro tentou invadir o local. A informação foi publicada primeiramente pelo site de notícias Metrópolis, e confirmada pela acessoria do presidente da República. Segundo a assessoria de comunicação da […]

Leia Mais
China x Tawian
Política

Pequim anuncia manobras militares perto das ilhas de Taiwan

“Nunca houve algo como águas ‘restritas’ ou ‘fora dos limites’ nas zonas de pesca tradicionais do Estreito (de Formosa)”, disse Zhu Fenglian, porta-voz do Escritório de Assuntos de Taiwan do Conselho de Estado (o executivo chinês), segundo a agência de notícias oficial Xinhua. A porta-voz disse que o incidente “provocou indignação generalizada” na China e […]

Leia Mais
Política

Morre Alexei Navalny, um dos principais opositores de Putin

Em mais uma execução política, o líder da oposição russa, Alexei Navalny, morreu na prisão nesta sexta-feira. Navalny foi um dos mais vocais opositores do atual regime do Kremlin. A Gazeta Libertária havia escrito sobre sua mais recente condenação aqui. O serviço penitenciário da região disse que ele não se sentiu bem após uma caminhada […]

Leia Mais