terça-feira, novembro 29, 2022

China decide manter o embargo sobre a carne do Brasil

O Brasil havia interrompido voluntariamente a exportação de carne para a China, seu maior mercado, ainda no começo de setembro, após a confirmação de dois casos da doença da vaca louca em duas fábricas. Porém, mesmo com os casos no Brasi sob controle, a interrupção foi mantida pelo país asiático.

Segundo informações dadas à CNN Brasil por auxiliares do governo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi aconselhado a fazer um gesto diplomático ao governo chinês na tentativa de derrubar o embargo imposto pelo país asiático à importação da carne brasileira, que já dura seis semanas.

Há auxiliares presidenciais na equipe palaciana que defendem inclusive a solicitação de uma chamada telefônica com o presidente Xi Jinping. No ano passado, Bolsonaro telefonou para o líder chinês após uma crise diplomática causada por críticas do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) ao país asiático.

auxiliares presidenciais na equipe palaciana aconselham Bolsonaro a fazer um gesto diplomático com Xi Jinping

A avaliação no governo brasileiro é de que a relação turbulenta da atual gestão com a China pode estar influenciando na demora para a retomada da compra da carne brasileira.

Na quinta-feira, 21, o ministro de Negócios Estrangeiros da China, Wang Yi, confirmou com o chanceler brasileiro, Carlos França, de que o impasse será resolvido em breve.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA