terça-feira, setembro 27, 2022

Conheça os bastidores da tradução de Homem, Economia e Estado, a mais importante obra libertária já escrita!

Tempo estimado de leitura: 9 minutos

Traduzir um livro não é uma tarefa simples. Traduzir o maior e mais importante livro já escrito de um movimento é menos simples ainda. E tudo isso em menos de um ano? Parece impossível, mas eles conseguiram. Neste artigo, você descobrirá os desafios que a Editora Konkin teve de enfrentar em nome do libertarianismo brasileiro.

Os desafios que a Editora Konkin enfrentou durante a tradução e a revisão da obra

Traduzir o livro mais importante já escrito pelo pai do austrolibertarianismo foi um verdadeiro desafio… E revisá-lo foi outro

Daniel Miorim de Morais, co-fundador da Editora Konkin

Os desafios da tradução

Imagem meramente ilustrativa

Traduzir Homem, Economia e Estado foi um grande desafio… literalmente. De fato, este livro possui cerca de 1428 páginas, se considerar os dois volumes (o primeiro contendo 1059 páginas, e o segundo 369 páginas). No entanto, o maior problema enfrentado pela editora não foi o tamanho da obra.

O prazo

1 mês. A pedido de um doador anônimo, 1428 páginas deveriam ser traduzidas, revisadas e publicadas em apenas 1 mês. Não deu certo. Com uma equipe de 20 tradutores voluntários, Daniel (Miorim) e Augusto (Malboro), os sócios-fundadores da Editora Konkin, acreditavam que o trabalho poderia ser feito. No entanto, com a saída de 10 tradutores na metade do caminho, a equipe restante só conseguiu concluir a tradução em 3 meses. Além disso, outros problemas surgiram nesse meio tempo.

Way too simple (simples demais) para a língua portuguesa

O problema mais recorrente durante o período das traduções foi o dos termos da língua inglesa, como ownership, que, da forma como o autor emprega no livro, não possuem equivalentes na língua portuguesa.

Bem cedo, notamos que Rothbard usava diversos sinônimos para tratar de alguns poucos conceitos. Tivemos de fazer neologismos. ownership acabou virando Donidade, por exemplo. Essa foi a única solução que encontramos para evitar que os leitores acabassem ficando confusos e, é claro, para garantir que a tradução se mantivesse fidedigna ao original

Vitor Gomes Calado, editor chefe da Editora Konkin
Pela metade, mas não até a metade

Como já foi dito anteriormente, cerca de metade da equipe de tradutores abandonou o projeto antes mesmo do fim do primeiro mês de tradução. Ainda assim, o efetivo restante, um total de 10 tradutores, incluindo Daniel e Vitor, permaneceu firme e forte até o fim. Contudo, no fim de toda tempestade… vem outra tempestade, e foi isso o que aconteceu.

Os desafios da revisão

Imagem meramente ilustrativa

Comer, rezar, revisar, revisar e revisar…

Houveram dois períodos de revisão da obra: os primeiros 5 dias… e os cinco meses seguintes.

Os primeiros 5

Durante os primeiros 5 dias da revisão, os membros da editora (os 10 tradutores restantes) resolveram empregar na revisão o mesmo método que utilizaram no período de tradução: cada um fica com uma parte. Não deu certo.

O grande problema

No sexto dia da revisão, resolvemos dar uma olhada no progresso do pessoal. Foi um desastre. a maior parte ou estava incompleta ou, pior ainda: estava incorreta. depois disso, decidimos que teríamos de fazer algo a respeito

Vitor Gomes Calado, Editor Chefe da Editora Konkin
Os últimos 5… meses

Nos 5 meses seguintes, os tradutores-revisores restantes deram tudo de si para garantir que a obra chegasse às mãos do público da melhor forma possível, sem erros conceituais ou gramaticais. Para isso, eles tiveram de empregar uma solução eficaz… e lenta.

A solução

juntamos todo mundo e decidimos que iríamos revisar o livro todo, todos os dias, horas ao dia, todos juntos. foi lento, mas deu certo. nAs últimas “revisões das revisões”, o método se provou eficaz, e é isso o que importa

Daniel Miorim de Morais, co-fundador da Editora Konkin

E isso não é tudo. Segundo Daniel, haveria uma maneira do livro ter sido publicado ainda mais cedo:

nosso orçamento inicial foi muito abaixo da média, mas era o que tínhamos. além disso, só tinhamos tempo e energia e o apoio do nosso público, que sempre esteve do nosso lado.

isso foi o suficiente

Daniel Miorim de Morais, co-fundador da Editora Konkin

No entanto, Augusto, o outro co-fundador da editora, insiste em deixar claro que, dessa maneira, a iniciativa não se manterá por muito tempo.

fizemos esse e outros sacrifícios para mostrar que levamos o libertárianismo a sério. Todos os nossos livros estão disponíveis gratuitamente em pdf nas nossas mídias sociais, para que todos possam ter acesso. Ainda assim, contamos com o apoio financeiro da compra dos livros e de doações para manter a iniciativa viva e, com o tempo, chegarmos a um grau de estabilidade

José Augusto Estevão de Azevedo Sobrinho, co-fundador da Editora Konkin

O veredito

Após seis meses de intensa dedicação e incerteza, a Editora Konkin, com o apoio de seu público e de seus poucos doadores, conseguiu lançar, no dia 31 de março — mês de aniversário do autor —, a maior e mais importante obra libertária já escrita por Murray Rothbard, o pai do austrolibertarianismo: Homem, Economia e Estado – Um tratado sobre os princípios econômicos. Somando os dois volumes (o segundo sendo Poder e Mercado – O governo e a economia), a obra completa totaliza 1428 páginas, sendo 1059 do primeiro livro e 369 do segundo. E tem mais: essa não foi a primeira obra que a editora lançou.

Lista de livros lançados pela Editora Konkin até agora (05/04/2022):

  • Socialismo – Uma análise econômica e sociológica (lançado em 31/08/2021)
  • Mito da Defesa Nacional – Ensaios sobre a teoria e história da produção de segurança (lançado em 02/02/2022)
  • Bastiat Ainda Invicto (lançado em 02/02/2022)
  • Homem Economia e Estado – Um tratado sobre os princípios econômicos – Volume I (lançado em 31/03/2022)
  • Poder e Mercado – O governo e a economia – Volume II (lançado em 31/03/2022)

Lista atual (05/04/2022) de próximos lançamentos da Editora Konkin:

  • História do Pensamento Econômico I – Uma perspectiva austríaca: antes de Adam Smith (em breve)
  • Anatomia do Estado (em breve)
  • Revolução Satoshi – A revolução das esperanças crescentes (em breve)
  • O Alvorecer da Liberdade: o que é liberdade? (em breve)
  • Manual da Ação Libertária (em breve)
  • Pelo FIM do Banco Central (em breve)

Você pode adquirir todos os livros da Editora Konkin aqui.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA