Deputado André Janones nega estar envolvido em “rachadinha”

André Janones rachadinha

Um áudio atribuído ao deputado federal André Janones (Avante-MG), publicado hoje (27) no site Metrópoles, revela que o parlamentar pode estar envolvido em uma prática conhecida como rachadinha. Janones por sua vez nega que esteja envolvido em tal prática, e afirma em suas redes sociais que o áudio além de ser clandestino, foi manipulado e “tirado do contexto”.

Indícios de rachadinha

No áudio, Janones pede que seus assessores passem parte do seu salário para ele, e que o valor será justamente para ajudá-lo a pagar prejuízos de uma campanha de 2016, ao cargo de prefeito de Ituiutaba (MG). Na gravação, Janones também afirma que o que ele está fazendo não é corrupção, e que não iria colocar nenhum funcionário fantasma (prática comum nos esquemas de rachadinha).

Ele também afirma que iria conversar em particular com alguns assessores ali presentes que iriam ganhar um salário maior que o normal da categoria, e que eles iriam ajudar a pagar o que ficou do prejuízo da campanha dele de 2016.

Ainda na gravação, tentando demonstrar que não se preocuparia caso a conversa vazasse, Janones afirmou que o que estava fazendo não era ilegal e que faria pouco caso se isso fizesse ele perder o mandato de deputado:

“E se eu tiver que ser colocado contra a parede, eu não tô fazendo nenhuma questão desse mandato. Para mim, renunciar hoje seria uma coisa tão natural. Se amanhã vier uma decisão da Justiça: ‘o André perdeu o mandato’, você sabe o que é eu não me entristecer um milímetro?”

afirmou Janones

A prática de rachadinha consiste no repasse de parte do salário de funcionários que trabalham para um determinado politico. Geralmente, um indicado por ele com essa exata finalidade. A prática geralmente inclui, embora nem sempre, o emprego de “funcionários fantasmas”, que são pessoas que apenas recebem empregos de fachada para dar parte de seus salário para um político. Funcionando como uma espécie de “laranja”.

Abaixo, o áudio na íntegra:

Revelações de um ex-assessor,

Segundo o site Metrópoles, o áudio foi gravado pelo jornalista Cefas Luiz, ex-assessor de Janones, em fevereiro de 2019, após o parlamentar ter sido eleito pela primeira vez. A gravação foi feita durante reunião de Janones com assessores dentro própria Câmara dos Deputados, na sala de reuniões do Avante, partido de Janones.

O ex-assessor também informou ao Metrópoles que irá levar a gravação à Polícia Federal juntamente com outras provas de supostas irregularidades que teriam ocorrido no gabinete do deputado.

Em entrevista à CNN Brasil, Cefas informou que a prática de rachadinha era comum entre vários funcionários no gabinete do deputado em Brasília.

“Vários funcionários passavam o dinheiro vivo ou algumas pessoas pagavam despesas dele [Janones], como compras de supermercado, restaurante, taxas de hospedagem em site, etc. Funcionários tinham que pagar do próprio bolso.”

afirmou Cefas Luis à CNN Brasil

Cefas também afirmou que Leandra Guedes, atual prefeita de Ituiutaba (MG), era ex-assessora e também namorada de André Janones e responsável pelo dinheiro entregue por funcionários no gabinete. Cefas ainda disse que nada era pago em banco, e sim, em dinheiro vivo.

A prefeita Leandra Guedes por sua vez, afirmou que não tinha conhecimento do conteúdo divulgado nesta segunda-feira (27) e jamais presenciou ou participou de qualquer conduta ilegal.

Deputado nega prática de rachadinha

Após a repercussão do áudio, o deputado Janones se manifestou em suas redes sociais sobre a acusação de rachadinha, e afirmou que a gravação é “clandestina e criminosa”.

Abaixo, a íntegra de uma publicação sua no X sobre o caso:

Primeiro de tudo, eu quero dizer a vocês que eu estou quebrando a minha regra de não responder às fake news, como ensino no meu livro ‘Janonismo Cultural’ a não responder, por uma razão clara: RESPEITO a vocês. Hoje saiu uma matéria, que está sendo espalhada pela extrema-direita, que me acusa de rachadinha, coisa que eu nunca fiz. Pra isso eles usaram uma gravação clandestina e criminosa, um áudio retirado de contexto e para tentar me imputar um crime que eu jamais cometi. Aproveito para solicitar que o conteúdo criminosamente gravado seja disponibilizado na integra e não edições manipuladas, postada quase simultaneamente por todas as lideranças de extrema-direita.

É a segunda vez que trazem esse assunto para tentar me ligar a crimes. Em 2022 já fizeram isso durante a campanha, também com áudios fora de contexto. Essas denúncias vazias nunca se tornaram uma ação penal ou qualquer processo, por não haver materialiade. Não são verdade, e sim escândalos fabricados. No mais, repito eu NUNCA recebi um único real de assessor, não comprei mansões, nem enriqueci e isso por uma simples razão, EU NUNCA fiz rachadinha”.

Duro golpe na figura pública de Janones

Apesar de Janones falar com ares de despreocupação, o vazamento do áudio deve o estar deixando bastante preocupado, já que os indícios de participação em esquema de rachadinha são flagrantes. Mas com seu ídolo Lula no governo federal, talvez Janones conte com sua graça e o caso seja arrastado até ser engavetado ou prescrito.

No entanto uma coisa não poderá ser jamais desfeita: a exposição de parasita oportunista como todo parasita político que o Janones é.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Greve das universidades federais
Política

Greve das Universidades Federais mantém tensão entre professores e o Governo Lula

A greve de universidades federais no país, que já dura quase dois meses, segue ativa, mantendo a tensão entre os professores federais e o Governo Lula. Por um lado, professores em greve afirmam que continuarão com a greve até receberem aumentos salariais. O governo, por sua vez, afirma que não há mais espaço no orçamento […]

Leia Mais
Macron
Política

Macron dissolve parlamento e convoca eleições legislativas antecipadas na França

No último domingo (9), o presidente da França, Emmanuel Macron, dissolveu o parlamento do país, a Assembleia Nacional, e convocou eleições legislativas antecipadas. A decisão do presidente francês foi tomada após uma pesquisa de boca de urna que mostrou que seu partido, Renascimento, seria derrotado pelo partido de oposição, União Nacional (RN), nas eleições parlamentares. […]

Leia Mais
Jorge Seif
Política

Senador Jorge Seif admite que defende imposto sobre importações porque paga o seu salário

O senador Jorge Seif (PL-SC), que se diz liberal, votou sim pela em 20% das compras internacionais até 50 dólares, que foi aprovada na última quarta-feira, 5, a taxação. O senador justificou seu voto, admitindo que tal imposto paga seu salário. O senador ainda recorreu às velhas falácias protecionistas e estatistas em defesa dos impostos […]

Leia Mais