quarta-feira, julho 6, 2022

Eleições 2022: veja a lista de candidatos para a presidência

Apesar das eleições estarem agendadas somente para o dia 2 de outubro de 2022, as negociações por alianças e o lançamento de pré candidaturas já vem se intensificando nesses últimos meses de 2021.

A Justiça Eleitoral determina que o período para os partidos realizarem convenções e decidirem seus candidatos vai de 20 de julho a 5 de agosto. O pedido de registro da candidatura deve ser feito até 15 de agosto.

Confira a lista de quem, até agora, é pré-candidato (em ordem alfabética):

ALESSANDRO VIEIRA (Cidadania)

O senador Alessandro Vieira — Foto: Marina Fontenele/g1
  • Situação: Com sua pré-candidatura anunciada em setembro, Vieira, que além de senador é delegado da Polícia Civil, teve destaque ao longo de 2021 em devido à sua participação na CPI da Covid, estando no seu primeiro mandato no Congresso.
  • Lançamento: Já foi oficializado como pré-candidato pelo partido.

ANDRÉ JANONES (Avante)

O deputado André Janones (Avante-MG) — Foto: Vinícius Loures / Câmara dos Deputados
  • Situação: Advogado de formação e estando no primeiro mandato como deputado federal no Congresso, Janones foi escolhido pelos diretórios do partido Avante, em novembro de 2021, como o pré-candidato à eleição para presidente.
  • Lançamento: Já foi oficializado como pré-candidato pelo partido.

CABO DACIOLO (Brasil 35)

O pré-candidato à Presidência, Cabo Daciolo, durante debate em 2018 — Foto: Reprodução
  • Situação: Filiou-se ao partido Brasil 35 em outubro de 2021, e logo após a filiação foi anunciado como pré-candidato à Presidência da República. Ex-deputado federal, ele concorreu nas eleições de 2018 para presidente e obteve 1,3 milhão de votos.
  • Lançamento: Já foi oficializado como pré-candidato pelo partido.

CIRO GOMES (PDT)

O ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes em entrevista ao programa Roberto D’Avila em julho — Foto: Reprodução / GloboNews
  • Situação: Foi candidato pelo partido em 2018, obtendo 13,3 milhões de votos. Nesse mesmo ano, logo após as eleições, anunciou sua pré-candidatura para 2022. Desde então, tem se manifestado em entrevistas e redes sociais com críticas ao presidente Jair Bolsonaro e a outros pré-candidatos.
  • Lançamento: Ciro retirou sua pré-candidatura após o primeiro turno da votação da PEC dos Precatórios na Câmara, pelo PDT ter votado junto com o governo Bolsonaro. No segundo turno, o PDT votou contra e Ciro voltou a se afiliar à legenda. A cúpula do partido diz que Ciro é pré-candidato, embora o lançamento oficial ainda não tenha sido feito.

FELIPE D’AVILA (Novo)

Felipe d’Avila durante lançamento da pré-candidatura a presidente pelo Partido Novo, em Brasília — Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Situação: O cientista político Felipe d’Ávila foi lançado como pré-candiato à presidente da república pelo Partido Novo no início de novembro. Caso seja confirmada sua candidatura, será a segunda vez que o Novo irá participar de uma eleição presidencial. Em 2018, o ex-presidente da sigla João Amoêdo ficou em quinto lugar, com 2,5% dos votos.

  • Lançamento: Já foi oficializado como pré-candidato pelo partido.

JAIR BOLSONARO (PL)

O presidente Jair Bolsonaro durante evento no Palácio do Planalto em novembro de 2021 — Foto: Ueslei Marcelino/Reuters
  • Situação: O atual presidente da república havia saído do PSL em novembro de 2019, partido pelo qual se elegeu, depois de desentendimentos com líderes da sigla. Após dois anos sem partido, Bolsonaro se filiou ao PL. Nas eleições de 2018, Bolsonaro obteve 49,2 milhões de votos no primeiro turno e 57,8 milhões no segundo turno.
  • Lançamento: A afiliação de Bolsonaro ao PL visa a eleição presidencial, mas, até agora o mesmo ainda não foi oficializado como pré-candidato.

JOÃO DORIA (PSDB)

O governador de São Paulo, João Doria — Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil
  • Situação: O atual governador de São Paulo aposta em si mesmo como o principal nome da terceira via na eleições de 2022 para presidente. No dia 27 de novembro, Doria havia vencido as prévias internas do partido e foi anunciado como o pré-candidato para 2022. Depois do resultado, fez um discurso criticando os potenciais adversários Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva.
  • Lançamento: Tendo vencido as prévias, já foi oficializado como pré-candidato pelo partido.

LEONARDO PÉRICLES (UP)

Leonardo Péricles, presidente do partido Unidade Popular e pré-candidato da sigla à presidência da República — Foto: Manu Coelho/Divulgação
  • Situação: Registrado oficialmente no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2019, o Unidade Popular (UP) é o partido mais jovem do Brasil. Leonardo Péricles tem 40 anos e mora em Belo Horizonte (MG), em uma ocupação urbana, também é o presidente oficial da sigla.
  • Lançamento: A pré-candidatura de Péricles foi lançada oficialmente e aprovada de forma unânime entre os delegados do partido, em convenção entre os dias 12 e 14 de novembro.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA (PT)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em imagem de 8 de outubro de 2021 — Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo
  • Situação: Ex-presidente da república entre 2003 e 2010, ficou fora das eleições para presidente em 2018 devido à prisão por causa do processo do triplex do Guarujá, conduzido pelo então juiz federal Sergio Moro, também pré-candidato. Em abril de 2021, o Supremo Tribunal Federal (STF) anulou as condenações contra Lula, por entender que o caso não cabia à Justiça Federal do Paraná. Já no segundo semestre de 2021, Lula começou a percorrer o Brasil e outros países como candidato.
  • Lançamento: Lula vem se promovendo como pré-candidato, conversando com potenciais aliados e fazendo viagens para encontrar lideranças políticas, porém, sua pré-candidatura não lançada oficialmente até agora pelo partido.

RODRIGO PACHECO (PSD)

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, durante sessão do Senado Federal, em Brasília — Foto: Reuters/Adriano Machado

Situação: O atual presidente do Senado se filiou ao PSD em outubro de 2021, quando foi sugerido como pré-candidato pelo presidente do partido, Gilberto Kassab. Semanas depois, em evento do aniversário do PSD, Pacheco foi celebrado pelos líderes do partido como pré-candidato, porém, a decisão ainda não foi oficializada. Pacheco é outra aposta como candidato da terceira-via.

  • Lançamento: Apesar do apoio do presidente do partido para sua pré-candidatura, o nome de Pacheco não foi lançado oficialmente até agora.

SERGIO MORO (Podemos)

O ex juiz Sergio Moro, em 10 de novembro de 2021, durante cerimônia de filiação ao Podemos — Foto: Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo
  • Situação: O ex-juiz federal, responsável pela Operação Lava Jato no Paraná e ex-ministro da Justiça se filiou ao Podemos em novembro de 2021. Dias depois, declarou sua pré-candidatura. Desde então, Moro tem ido ao Congresso para fazer alianças para a sua candidatura. Saiu do governo fazendo críticas ao presidente Jair Bolsonaro e intensificou essa postura após se tornar pré-candidato. O mesmo visa crescer como o principal nome da terceira via.

SIMONE TEBET (MDB)

Senadora Simone Tebet — Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
  • Situação: Senadora pelo Mato Grosso do Sul, Tebet foi anunciada pelo MDB como pré-candidata do partido no fim de novembro de 2021. Ao longo do ano, teve destaque nacional pela atuação na CPI da Covid, que participou como representante da bancada feminina no Senado. Também é uma das líderes da bancada feminina.
  • Lançamento: O nome da senadora já foi lançado oficialmente pelo partido.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

CONFIRA