Estado, Meio Ambiente e o caso da Cataratas

Recentemente foi descoberto que o governo federal contratou uma empresa acusada de garimpo ilegal para operar nas terras Yanomami. Nesse ano, no dia 10 de março, o exército contratou a tal empresa sem licitação para perfurar um poço artesiano na terra indígena. O contrato foi assinado por 185 mil reais, e a empresa Cataratas construiu o tal poço para uma base militar em Surucucu. 

Passados 11 dias, a secretaria de saúde indígena pediu outro poço pela mesma empresa para atender uma unidade de saúde. Eles pretendiam pagar o mesmo valor dentro do mesmo contrato dos militares porém a obra foi interrompida “por dificuldades técnicas do terreno” segundo o governo federal, então o Ministério Público Federal exigiu a suspensão do contrato assinado pelo exército devido as denúncias contra a empresa. Assim, no dia 5 desse mês, a Justiça determinou que a obra terminasse e a empresa saísse do território logo após.

De 2011 a 2021 a Cataratas fechou outros 10 contratos com o governo federal, 9 deles com a Saúde no valor de 20 milhôes, então em agosto de 2021 a sede da Cataratas foi alvo de uma operação em que a polícia encontrou varias evidências de que o local era usado como base para o garimpo ilegal na área Yanomami. Uma das evidências é um aparelho G.P.S indicando a terra indígena, caixas de mantimentos para garimpo, máquinas usadas na atividade e 2kg de mercúrio (usado para separar o ouro das impurezas).

Isso tudo demonstra que o estado não está ligando para o meio ambiente, nem nunca foi esse seu objetivo, o estado como um todo é um aparelho para seus donos extraírem riqueza e poder sobre os outros, controlando todas as terras de seu território e distribuindo suas riquezas conquistadas através de impostos e corporativismo barato. O pior são os membros da esquerda como Lula dizendo que são ambientalistas e que libertários são a favor do desmatamento por não serem a favor de regulamentação estatal das florestas, sendo que, como este caso demonstra, é a ação do estado que está denegrindo o meio ambiente e nós infelizmente temos que ficar a mercê do mesmo, pois ele tem o monopólio da força.

Caso estivéssemos em uma sociedade anarcocapitalista, os indígenas poderiam eles mesmos lidar com tal empresa por praticar garimpo ilegal na sua propriedade. Porém, por causa do estado nem mesmo os índios são considerados donos das terras na qual vivem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Elon Musk e Alexandre de Moraes
Ética

Elon Musk ataca censura de Alexandre de Moraes e deixa esquerda em polvorosa

Na última sexta-feira, o CEO da rede social X, Elon Musk, respondeu a uma publicação de Alexandre de Moraes questionando o porque dele estar impondo tanta censura no Brasil. Na publicação em questão, Moraes parabenizava o ex-ministro do STF, Ricardo Lewandowski pelo novo cargo de Ministro da Justiça e Segurança Pública. Confira abaixo: Elon Musk […]

Leia Mais
Roseane Murray
Ética

O ataque de pitbulls contra a escritora e poetisa Roseane Murray

Na manhã de ontem (5), a escritora e poetisa Roseana Murray, de 73 anos, havia sofrido um violento ataque de 3 pitbulls enquanto caminhava em Saquarema, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. O incidente reacende a discussão sobre possuir ou não cachorros da raça pitbull. O inicidente A escritora e poetisa Roseane Murray […]

Leia Mais
Álcool 70%
Ética

Anvisa proíbe venda de álcool 70% em supermercados e farmácias a partir de 30 de abril

Por decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o álcool líquido 70% terá sua venda em farmácias e supermercados proibida a partir do dia 30 de abril. A agência já havia proibido o produto em 2002 e havia feito uma breve liberação durante a pandemia devido a escassez de álcool em gel. Segundo a […]

Leia Mais