Estados Unidos querem caças F-16 na Argentina

Relatórios recentes sugerem que o Capitólio está buscando a autorização do Congresso para permitir que a Dinamarca venda caças F-16 para a Argentina. O governo de Joe Biden enviou duas notificações ao Congresso dos EUA solicitando autorização para a venda de até 38 caças Lockheed Martin F-16 de segunda mão para a Força Aérea Argentina. A proposta também poderia incluir quatro aeronaves de patrulha marítima P-3 Orion. A possível venda evitaria o fornecimento do caça chinês-paquistanês JF-17. Os F-16 propostos são aeronaves que atualmente pertencem à reserva da Força Aérea Real Dinamarquesa, os P-3 Orion atualmente na reserva das forças norueguesas.

A Argentina tem ativamente procurado reequipar suas forças militares, fortemente negligenciadas pelos governos populistas do país das últimas décadas, e enfraquecidas pelo conflito militar contra os britânicos. Devido ao conflito sobre as Ilhas Malvinas (Falkland Islands), a Grã-Bretanha impõe seu poder de veto sobre equipamentos militares vendidos à Argentina. Nenhum componente britânico deve estar presente. No caso dos F-16 propostos, o Departamento de Estado Americano informou não haver componentes britânicos, não sendo necessário, portanto, uma licença de exportação do Reino Unido.

A aprovação inicial para autorizar a venda de aeronaves fabricadas nos EUA está enquadrada do cabo de guerra entre as esferas de influência das grandes potências mundiais. A China propôs a venda de seus JF-17 Thunder, a índia, seus HAL Tejas. A expansão da influência asiática na América do Sul é monitorada pelos americanos. Os caças chineses propostos possuem vantagem frente aos F-16 ofertados, por possuírem tecnologia mais atual, mas a Argentina está ciente das consequências acerca de seu parceiro americano caso aceite uma das propostas asiáticas.

A autorização final requer a aprovação de ambas as casas do Congresso. Após, a Argentina estará qualificada para comprar as aeronaves.

Gabriel Camargo

Autor e tradutor austrolibertário. Escreve para a Gazeta com foco em notícias internacionais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Greve das universidades federais
Política

Greve das Universidades Federais mantém tensão entre professores e o Governo Lula

A greve de universidades federais no país, que já dura quase dois meses, segue ativa, mantendo a tensão entre os professores federais e o Governo Lula. Por um lado, professores em greve afirmam que continuarão com a greve até receberem aumentos salariais. O governo, por sua vez, afirma que não há mais espaço no orçamento […]

Leia Mais
Macron
Política

Macron dissolve parlamento e convoca eleições legislativas antecipadas na França

No último domingo (9), o presidente da França, Emmanuel Macron, dissolveu o parlamento do país, a Assembleia Nacional, e convocou eleições legislativas antecipadas. A decisão do presidente francês foi tomada após uma pesquisa de boca de urna que mostrou que seu partido, Renascimento, seria derrotado pelo partido de oposição, União Nacional (RN), nas eleições parlamentares. […]

Leia Mais
Jorge Seif
Política

Senador Jorge Seif admite que defende imposto sobre importações porque paga o seu salário

O senador Jorge Seif (PL-SC), que se diz liberal, votou sim pela em 20% das compras internacionais até 50 dólares, que foi aprovada na última quarta-feira, 5, a taxação. O senador justificou seu voto, admitindo que tal imposto paga seu salário. O senador ainda recorreu às velhas falácias protecionistas e estatistas em defesa dos impostos […]

Leia Mais