Estados Unidos querem caças F-16 na Argentina

Relatórios recentes sugerem que o Capitólio está buscando a autorização do Congresso para permitir que a Dinamarca venda caças F-16 para a Argentina. O governo de Joe Biden enviou duas notificações ao Congresso dos EUA solicitando autorização para a venda de até 38 caças Lockheed Martin F-16 de segunda mão para a Força Aérea Argentina. A proposta também poderia incluir quatro aeronaves de patrulha marítima P-3 Orion. A possível venda evitaria o fornecimento do caça chinês-paquistanês JF-17. Os F-16 propostos são aeronaves que atualmente pertencem à reserva da Força Aérea Real Dinamarquesa, os P-3 Orion atualmente na reserva das forças norueguesas.

A Argentina tem ativamente procurado reequipar suas forças militares, fortemente negligenciadas pelos governos populistas do país das últimas décadas, e enfraquecidas pelo conflito militar contra os britânicos. Devido ao conflito sobre as Ilhas Malvinas (Falkland Islands), a Grã-Bretanha impõe seu poder de veto sobre equipamentos militares vendidos à Argentina. Nenhum componente britânico deve estar presente. No caso dos F-16 propostos, o Departamento de Estado Americano informou não haver componentes britânicos, não sendo necessário, portanto, uma licença de exportação do Reino Unido.

A aprovação inicial para autorizar a venda de aeronaves fabricadas nos EUA está enquadrada do cabo de guerra entre as esferas de influência das grandes potências mundiais. A China propôs a venda de seus JF-17 Thunder, a índia, seus HAL Tejas. A expansão da influência asiática na América do Sul é monitorada pelos americanos. Os caças chineses propostos possuem vantagem frente aos F-16 ofertados, por possuírem tecnologia mais atual, mas a Argentina está ciente das consequências acerca de seu parceiro americano caso aceite uma das propostas asiáticas.

A autorização final requer a aprovação de ambas as casas do Congresso. Após, a Argentina estará qualificada para comprar as aeronaves.

Gabriel Camargo

Autor e tradutor austrolibertário. Escreve para a Gazeta com foco em notícias internacionais. Suas obras podem ser encontradas em https://uiclap.bio/GabrieldCamargo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sinais eletromagnéticos no cérebro
Política

A “Síndrome de Havana” é uma agressão russa ou outra teoria da conspiração da mídia?

Na noite de domingo, o programa 60 Minutes da CBS publicou um segmento sobre a série de episódios médicos misteriosos sofridos por oficiais de inteligência dos Estados Unidos e funcionários do governo que receberam o apelido de “Síndrome de Havana”. Por quase uma década, as autoridades e suas famílias relataram ouvir sons repentinos de zumbidos […]

Leia Mais
Lula Macron Urânio
Política

Governo Lula assina acordo com a França para explorar urânio no Brasil

Representantes dos governos brasileiro e francês assinaram nesta quinta-feira (28), em Brasília, um acordo que prevê colaboração para geração de energia nuclear. Segundo reportagem da CNN, um dos destaques do texto do acordo é um entendimento para a exploração de reservas de urânio no Brasil. O acordo é de grande interesse para o governo francês, […]

Leia Mais
Lula e Maduro
Política

De forma inesperada, governo Lula endurece o tom contra governo Maduro na Venezuela

De forma inesperada, O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) endureceu o tom com o governo venezuelano de Nicolás Maduro, tradicional aliado das gestões petistas. A repreensão do governo foi feita por meio de uma nota divulgada na última terça-feira (26/3), pelo Itamaraty, onde foi manifestada uma preocupação com o andamento das eleições […]

Leia Mais