Forças armadas nigerianas atacam civis por engano

Nigéria - jbdodane flickr.com

Aldeões do estado de Kaduna, no norte da Nigéria, foram surpreendidos quando os militares do país lançaram um ataque com um drone armado em uma reunião pública no fim de semana, matando pelo menos 85 pessoas e ferindo dezenas de outras.

A reunião era parte das celebrações muçulmanas do Maulide, que comemora o aniversário do Profeta Maomé. Por volta das 21 horas de domingo, as forças armadas do país localizaram um grupo que determinaram se tratar de “criminosos”, à solta no norte e no centro da Nigéria. Grupos criminosos se tornaram a principal ameaça à segurança em grande parte do norte e centro do país, ocupando vilarejos rurais, lançando ataques e sequestros para pedir resgate. As autoridades descrevem essas gangues como grupos terroristas.

Segundo testemunhas, a primeira bomba caiu por volta das 21h45. Por volta das 23h, uma segunda bomba foi lançada, matando muitos socorristas de vilarejos próximos. Testemunhas descreveram corpos despedaçados. Dentre os mortos, estão mulheres, idosos e crianças. O presidente da Nigéria ordenou uma investigação do ocorrido.

Não é a primeira vez que as forças armadas nigerianas atacam civis por engano. Em janeiro, 39 pessoas foram mortas por um ataque aéreo no estado central de Nasarawa. Em 2017, a força aérea bombardeou um campo de refugiados na cidade de Rann ao seguir coordenadas erradas.

Gabriel Camargo

Autor e tradutor austrolibertário. Escreve para a Gazeta com foco em notícias internacionais.

One thought on “Forças armadas nigerianas atacam civis por engano”

  1. Possuem tanta tecnologia, mas não possuem qualquer preparo para utilizá-las corretamente e poucos limites sob os seus atos, e dificilmente alguém será responsabilizado, e assim o evento seguirá se repetindo no futuro. Eis a questão, quem é o maior terrorista nessa história?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cavaco Chinês
Ética

Ilhados, moradores da ZN de Natal abrem vala em via para escoar água

Cansados de esperar pela ajuda do estado, moradores da comunidade Cavaco Chinês em Natal (RN) decidiram abrir uma vala para escoar a água que havia inundado toda a região. A inundação que impedia a passagem dos moradores havia sido causada pelas fortes chuvas na cidade. Chuvas fortes inundaram a região Após as últimas chuvas em […]

Leia Mais
Gradualismo
Ética

Gradualismo e o princípio da não agressão

O princípio central da filosofia libertária é o que é conhecido como princípio da não agressão. Ele sustenta que é moralmente errado uma pessoa usar a força contra outra, direta ou indiretamente, por meio do uso do governo. Os libertários entendem a importância fundamental do princípio da não agressão e o adotam… em sua maioria. […]

Leia Mais
Bem-estar
Ética

Bem-estar fora do estado

Uma razão frequentemente citada para a necessidade do estado é que ele é o único meio pelo qual os pobres podem ter acesso a bem-estar suficiente para aliviá-los das duras realidades que podem acompanhar suas circunstâncias. No entanto, apesar das promessas feitas ao longo de muitas décadas e das enormes somas gastas em programas de […]

Leia Mais