Lula preocupado com as eleições na Venezuela e na Argentina

Lula

O presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT), anda bastante preocupado com as eleições na Argentina e Venezuela. Afinal, os atuais governantes destes países são dois dos principais aliados políticos do petista a nível internacional, a saber, Alberto Fernandez e Nicolás Maduro, respectivamente.

E em especial no caso argentino há a ascensão de duas figuras opostas à esquerda, e que caso vençam, podem enfraquecer a hegemonia que Lula e a esquerda latino-americana querem manter no subcontinente.

Eleições na Argentina

Preocupado com as eleições na Argentina, Lula enviará no próximo final de semana, um integrante da sua assessoria especial para acompanhar o primeiro turno das eleições presidenciais no país vizinho. No caso, o assessor escolhido foi Alexandre Quintino, que trabalha na equipe do ex-chanceler Celso Amorim, atual chefe da Assessoria Especial do presidente e principal conselheiro de Lula para assuntos internacionais.

De acordo com o despacho publicado no Diário Oficial da União, Alexandre ficará em Buenos Aires da quinta-feira (19/10) até a terça-feira (24/10). O primeiro turno das eleições na Argentina acontecerá no próximo domingo (22/10). Como principais candidatos à presidência na Argentina, estão o atual ministro da Economia, Sergio Massa, candidato do atual governo, o deputado Javier Milei, e a ex-ministra da Segurança, Patrícia Bullrich.

Segundo dados do Atlas Intel, Sergio Massa conta com 30,6% da intenção de votos, seguido por Milei, com 25,2% , e Patrícia Bullrich, com 25%. No entanto, uma pesquisa da Synopsis Consultores mostrou Milei com 36,5%, seguido por Massa com 29,7% e Bullrich com 23,8%. No início deste ano, Lula havia atuado para facilitar um empréstimo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) ao governo de Alberto Fernandez A intenção, era ajudar a financiar a campanha eleitoral de Massa, como uma forma de garantir que o atual governo – aliado de Lula – tivesse maiores chances frente à oposição.

A crescente crise política e econômica, vem causando descontentamento de grande parcela da população Argentina com o governo de Fernandez. Preocupado com a queda do governo aliado, Lula pretende acompanhar toda a trajetória das eleições na Argentina. Caso o candidato do atual governo perca, o Foro de São Paulo sairá ainda mais enfraquecido.

Eleições na Venezuela

Apesar de sua maior preocupação ser com as eleições na Argentina, onde a oposição à esquerda estar cada vez mais forte, Lula também demonstra preocupação com as eleições na Venezuela. Segundo o Palácio do Planalto, o presidente Lula e o presidente Nicolás Maduro, da Venezuela, conversaram 30 minutos por telefone nesta segunda-feira (16) sobre as eleições que irão ocorrer no país.

As eleições onde venezuelanos irão escolher seu próximo presidente ocorrerão no próximo ano, porém ainda sem uma data exata. Ainda segundo o Planalo, Lula solicitou informações sobre negociações entre governo e oposição na Venezuela em torno da realização das eleições. A intenção da ligação foi assegurar que Maduro conseguisse manter uma oposição controlada no país, com a qual já está firmando um acordo para as eleições.

Apesar de ainda estar inelegível, a María Corina Machado se mantém como a principal voz de oposição do país contando com 41% das intenções dos votos. O receio de Lula e Maduro, é que María consiga se tornar elegível e isso ameace o governo de longa data de Nicolás Maduro na Venezuela, o que por sua vez também seria um duro ataque ao Foro de São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sinais eletromagnéticos no cérebro
Política

A “Síndrome de Havana” é uma agressão russa ou outra teoria da conspiração da mídia?

Na noite de domingo, o programa 60 Minutes da CBS publicou um segmento sobre a série de episódios médicos misteriosos sofridos por oficiais de inteligência dos Estados Unidos e funcionários do governo que receberam o apelido de “Síndrome de Havana”. Por quase uma década, as autoridades e suas famílias relataram ouvir sons repentinos de zumbidos […]

Leia Mais
Lula Macron Urânio
Política

Governo Lula assina acordo com a França para explorar urânio no Brasil

Representantes dos governos brasileiro e francês assinaram nesta quinta-feira (28), em Brasília, um acordo que prevê colaboração para geração de energia nuclear. Segundo reportagem da CNN, um dos destaques do texto do acordo é um entendimento para a exploração de reservas de urânio no Brasil. O acordo é de grande interesse para o governo francês, […]

Leia Mais
Lula e Maduro
Política

De forma inesperada, governo Lula endurece o tom contra governo Maduro na Venezuela

De forma inesperada, O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) endureceu o tom com o governo venezuelano de Nicolás Maduro, tradicional aliado das gestões petistas. A repreensão do governo foi feita por meio de uma nota divulgada na última terça-feira (26/3), pelo Itamaraty, onde foi manifestada uma preocupação com o andamento das eleições […]

Leia Mais