Mãe de Bruno Graf se manifesta após AstraZenica admitir efeitos colaterais da vacina contra covid

Arlene Graf e Bruno Graf

Arlene Graf, mãe do jovem Bruno Graf, que morreu aos 28 anos devido aos efeitos colaterais provocados pela vacina anticovid-19 da AstraZeneca, cobrou que a empresa farmacêutica indenizasse a família das vítimas do imunizante. Arlene se manifestou na última terça-feira, 30, em uma publicação no X, um dia após o laboratório ter admitido que a vacina produzida por ela pode provocar “efeitos colaterais raros” nos pacientes que a receberem.

“E no Brasil?”, – perguntou Arlene na rede social X. “AstraZeneca pegando pesado contra o caso Bruno Graf. Quando teremos justiça para os brasileiros e demais vítimas no mundo todo? Chega”, continuou.

AstraZeneca admite ‘efeitos colaterais raros’ da vacina contra covid

A farmacêutica AstraZeneca admitiu pela primeira vez à Justiça que sua vacina contra a covid pode causar “efeito secundário mortal”. Em um documento legal apresentado em fevereiro ao Tribunal Superior, a farmacêutica admitiu que a sua vacina pode, “em casos muito raros”, causar síndrome de trombose com trombocitopenia (TTS)”. As informações são do jornal britânico Daily Mail.

Segundo o documento, a condição leva à formação de coágulos, provocando uma redução do número de plaquetas no sangue, causando coagulação. Com isso, há o entupimento de veias e artérias, o que pode levar à morte do paciente. Uma vez que a AstraZeneca admitiu os efeitos colaterais, ela pode ter de indenizar cada caso, segundo o jornal inglês, The Telegraph.

A notícia veio a público poucos dias após a empresa informar que a receita que a empresa obteve das vendas da vacina no primeiro trimestre de 2024 foi de £ 10 bilhões (R$ 641 bilhões), o que representa um aumento de 19%. 

Familiares movem ação contra a farmacêutica

A farmacêutica AstraZeneca é alvo de uma ação coletiva movida por dezenas de famílias, que responsabilizam a companhia pelos efeitos colaterais que podem ter provocado “danos à saúde ou até mesmo a morte” de pacientes vacinados. As informações são do jornal britânico Daily Mail.

Advogados que representam os familiares acreditam que alguns deles podem receber até £ 20 milhões (R$ 128 milhões) em indenização.

Caso Bruno Graf

Bruno Graf internado no hospital devido complicações após tomar a vacina da AstraZeneca | Arquivo familiar

O advogado Bruno Graf, de 28 anos, morreu em razão de efeitos colaterais provocados pela vacina anticovid-19 da AstraZeneca. É o que informou boletim epidemiológico da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), vinculada à Superintendência de Vigilância em Saúde de Santa Catarina, que pertence à Secretaria Estadual da Saúde.

A informação foi confirmada por um boletim epidemiológico divulgado em novembro de 2021 pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), que é vinculada à Superintendência de Vigilância em Saúde de Santa Catarina, pertencente à Secretaria Estadual da Saúde. No documento, é explicado que o caso passou por investigação de equipes de imunização estadual, regional e municipal.

“Trata-se de um homem de 28 anos, residente em Blumenau, que iniciou sintomas (calafrios, sensação febril e cefaleia) no dia 23 de agosto, evoluindo a óbito em 26 de agosto, sendo este desfecho desencadeado por um quadro de trombose de sistema nervoso central com plaquetopenia associada”

informa o documento

GOSTA DO NOSSO TRABALHO? CONSIDERE UMA DOAÇÃO

Com sua contribuição, poderemos nos dedicar integralmente à nossa missão: levar notícias e informação para o público de forma transparente e livre. E tudo isso, livre do viés estatista da grande mídia e em total defesa da liberdade!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Samourai Wallet
Ética

A prisão de desenvolvedores de carteiras Samourai mostra que o governo dos EUA odeia privacidade e liberdade

Em 24 de abril, dois desenvolvedores líderes da Samourai Wallet (SW), a carteira centrada na privacidade mais avançada do ecossistema bitcoin, foram presos e acusados de crimes de lavagem de dinheiro e violações na transmissão de dinheiro por ordem do Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ). Este é apenas o mais recente ataque de […]

Leia Mais
Caminhão do MTST
Ética

Caminhão do MTST que levava marmitas para desabrigados no RS é apreendido por estar com IPVA vencido

Na última segunda-feira, um caminhão do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) que transportava marmitas para desabrigados em Porto Alegre foi guinchado pela Brigada Militar. Segundo a BM, o veículo foi apreendido na Avenida Bento Gonçalves por estar com o IPVA, o Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotores, vencido. O ocorrido foi divulgado no […]

Leia Mais
William Ling
Ética

Família Ling quer reconstruir pontes e estradas no Rio Grande do Sul

A família Ling — cujo patriarca começou a vida do zero e fez fortuna no Rio Grande do Sul — se comprometeu a doar R$ 50 milhões para obras emergenciais de infraestrutura. A iniciativa visa ajudar as comunidades a reconstruírem pontes e estradas destruídas pelas inundações. “Quando meu pai chegou no Rio Grande do Sul […]

Leia Mais