quarta-feira, julho 6, 2022

O início do fim da grande mídia

Na última segunda-feira (13), o jornal EL PAÍS divulgou o fim da sua edição em português no Brasil. A edição que operava desde 2013, cerca de oito anos cobriu o noticiário brasileiro. Em nota, a grande mídia EL PAÍS registrou no Instagram:

“Queremos agradecer aos profissionais do EL PAÍS no Brasil por seu grande esforço e dedicação. Como também a fidelidade de nossos leitores, que poderão acompanhar a informação sobre a região e o resto do mundo em nossa edição da América. Para este jornal, o Brasil é um eixo de informação global tanto no plano político e econômico, quanto no cultural e social.”

O que chama a atenção é que no auge dos ataques acusatórios de “fake news”, aonde a grande mídia acusa deliberadamente, a mídia alternativa de ser a grande culpada pela dita onda de desinformação nas mídias sociais, um dos jornais de renome no país se desfaz.

Sem sombra de dúvida, o grande símbolo dessa crise na grande mídia é a Rede Globo. Com uma perda significativa de audiência, corte de despesas, demissão de funcionários, não renovação de contrato de artistas e fim de programas consolidados, em destaque o “Domingão do Faustão”, no mínimo podemos observar que uma mudança notória está acontecendo na mídia brasileira. O advento da internet tirou o conforto das grandes mídias.

Por mais que seja um tanto exagerado dizer que a grande mídia no Brasil vai fechar as portas amanhã, por um lado, hoje podemos notar um cenário financeiro de grandes mudanças dos meios de informação. A Globo em 2020 terminou o ano com uma dívida de 5,4 bilhões, em 2019 era 3,7 bilhões, claro que não podemos deixar de salientar nesse meio tempo a super valorização do dólar em relação ao pífio real.

Com suas dívidas vencendo em 2025, 2027 e 2030, as cifras são assustadoras, porém a emissora do plim plim ainda está no controle quanto a isso pois possui reservas de investimento para cumprir seus compromissos vindouros. Entretanto, hoje  uma mudança  já pode ser notada.

Fake News

Hoje em 2021 podemos ter um breve nuance que há anos fomos vítimas de fake news. Engana-se os que que pensam que a grande mídia nunca cometeu fake news, o debate pode ser recente, mas a existência delas não são.

A descentralização da informação talvez seja uma das grandes novidades de nossa época, se haverá uma melhora ou piora, não sabemos, contudo o que já sabemos é que chegou o fim do oligopólio da informação pelas grandes mídias.

Assim como os meios para combater ou lidar com as fake news hoje são risíveis. O intuito aqui não é negar as fake news, óbvio que elas existem, muito antes da internet. Porém, dar credibilidade a “checadores de fatos’’ é um tanto ridículo.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

CONFIRA