ONU planeja vincular carteiras de identidade digitais a contas bancárias

Espionagem ONU

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

O plano, que é semelhante ao sistema desenvolvido pelo Fórum Econômico Mundial (WEF), está descrito em três novos resumos de políticas da ONU intitulados “Um Pacto Digital Global, Reformas na Arquitetura Financeira Internacional e O Futuro da Governança do Espaço Exterior”.

O objetivo dos resumos é promover a “visão para o futuro” do Secretário-Geral da ONU, Antonio Guterres.

Oficialmente intitulada “Our Common Agenda” (Nossa Agenda Comum), a “visão” de Guterres deve receber sinal verde em setembro de 2024 durante um evento chamado “The Summit for the Future” (A Cúpula para o Futuro).

Segundo o relatório:

As IDs digitais vinculadas a contas bancárias ou de dinheiro móvel podem melhorar a oferta de cobertura de proteção social e servir para alcançar melhor os beneficiários elegíveis.

As tecnologias digitais podem ajudar a reduzir o vazamento, os erros e os custos na elaboração de programas de proteção social.

Não muito diferente de suas contrapartes não oficiais no WEF, a ONU também fala basicamente sobre a regulamentação do futuro digital global.

A organização não eleita usa frases como “cooperação internacional” e “muitas partes interessadas” que “promoverão princípios, objetivos e ações” para descrever essa agenda globalista.

A ONU descreve essa meta como “um futuro digital aberto, livre, seguro e centrado no ser humano”.

No entanto, o futuro digital previsto por esses grupos será exatamente o oposto de aberto, gratuito ou centrado no ser humano.

Quanto à “visão” da ONU para um futuro sistema financeiro global, ela deve estar harmonizada com a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Ele seria governado por algo chamado “órgão da cúpula“, que ainda não foi estabelecido.

Os principais atores aqui seriam o chefe da ONU, bem como o Grupo dos 20, o Conselho Econômico e Social e os “chefes de instituições financeiras internacionais”.

Dentro disso, a ONU vê “visões” de “um Pacto Digital Global”.

Essencialmente, o objetivo é ter pessoas, dispositivos e entidades, todos ligados em uma rede conectada que aparentemente poderia ser administrada de forma centralizada, aparentemente por burocratas não eleitos.

Quando aqueles que planejam esse futuro esquema se preocupam com qualquer impacto negativo, eles nunca o veem como algo que possa afetar a todos, mas apenas a “sociedade civil (…) ou grupos selecionados excluídos dos benefícios sociais”.

Enquanto isso, o WEF acaba de fazer uma parceria com uma empresa líder em biometria para avançar em sua própria agenda de digitalização da humanidade.

A empresa sueca de biometria Fingerprint Cards deu um grande passo na Comunidade de Novos Campeões do WEF, um grupo de empresas de médio porte.

A empresa sueca de biometria Fingerprint Cards deu um grande passo na Comunidade de Novos Campeões do WEF, um grupo de empresas de médio porte.

Leia também: Uma nova pandemia a caminho?

O WEF está empenhado em promover formas biométricas de identificação digital e alega que a tecnologia serviria como um administrador da “inclusão social”.

A programação da New Champions Community inclui uma reunião em Tianjin, China, de 27 a 29 de junho, durante o encontro do WEF Summer Davos.

Charles Burgeat, vice-presidente sênior de estratégia da Fingerprint Cards, transmitiu o que ele achava ser uma pepita de sabedoria:

“Como membro orgulhoso do programa New Champions Community do WEF, queremos ser reconhecidos como uma empresa orientada por objetivos que contribui positivamente para as mudanças necessárias para operar no novo mundo digitalizado.

Ao nos unirmos a essa comunidade, esperamos fazer brainstorming e trocar ideias com nossos colegas, além de trazer nossa experiência no setor de biometria.”

A Fingerprint Cards enfrentou águas turbulentas no primeiro trimestre de 2023, registrando uma perda de 70 milhões de coroas suecas (US$ 6,4 milhões) em uma receita de 117 milhões de coroas suecas (US$ 10,8 milhões), informou a Biometric Update.

No entanto, a empresa seguiu em frente, alcançando marcos importantes, incluindo a integração de sua biometria de impressão digital em 700 smartphones Android e o envio de 1 milhão de módulos de sensores biométricos para cartões de pagamento.

O Redmi K60 da Xiaomi garantiu a distinção de ser o primeiro smartphone com a tecnologia de cartões de impressão digital sob a tela.

A Xiaomi é uma empresa chinesa de tecnologia.

O WEF, já bem familiarizado com a tapeçaria digital da biometria, continua a defender o setor.

A organização já havia introduzido Yoti em uma coalizão associada.

Artigo escrito por Frank Bergman, publicado em  SlayNews.com e traduzido e adaptado por @rodrigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Renato Moicano
Ética

Renato Moicano: “Se você se preocupa com seu… país, leia Ludwig von Mises”

Na noite do último sábado, o lutador brasileiro Renato Moicano viralizou após sua vitória sobre JalinTurner no UFC 300, fazendo uma saudação ao próprio Ludwig von Mises. “Eu amo os Estados Unidos, amo a Constituição… quero portar… armas. Amo a propriedade privada. Vamos lhe dizer uma coisa. Se você se preocupa com seu país, leia […]

Leia Mais
Elon Musk e Alexandre de Moraes
Ética

Elon Musk ataca censura de Alexandre de Moraes e deixa esquerda em polvorosa

Na última sexta-feira, o CEO da rede social X, Elon Musk, respondeu a uma publicação de Alexandre de Moraes questionando o porque dele estar impondo tanta censura no Brasil. Na publicação em questão, Moraes parabenizava o ex-ministro do STF, Ricardo Lewandowski pelo novo cargo de Ministro da Justiça e Segurança Pública. Confira abaixo: Elon Musk […]

Leia Mais
Roseane Murray
Ética

O ataque de pitbulls contra a escritora e poetisa Roseane Murray

Na manhã de ontem (5), a escritora e poetisa Roseana Murray, de 73 anos, havia sofrido um violento ataque de 3 pitbulls enquanto caminhava em Saquarema, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. O incidente reacende a discussão sobre possuir ou não cachorros da raça pitbull. O inicidente A escritora e poetisa Roseane Murray […]

Leia Mais