Os brasileiros ainda não entenderam os verdadeiros problemas

Mises

Grande parte da população brasileira não entendeu até hoje quais são os verdadeiros problemas estruturais, os desafios realmente relevantes ou o conceito de economia.

Como dizia Mises:

“O homem comum não especula sobre os grandes problemas. Ampara-se na autoridade de outras pessoas, comporta-se como um sujeito decente deve comportar-se, como um cordeiro num rebalho. E é exatamente essa inércia intelectual que caracteriza um homem como homem comum.”

As verdadeiras dicotomias estão quase sempre ocultas. Os verdadeiros problemas estão sempre dois passos depois da resposta padrão e do lugar comum.

A dicotomia “Capitalismo X Comunismo” é puril, ingênua e defasada. A verdadeira questão no Brasil e na maioria dos países é entre livre mercado Laissez Faire X Capitalismo Corporativista de compadrio. O primeiro dá a chance para qualquer um de competir no mercado, criar valor e prosperar. O segundo se ampara em uma agenda de fusões e aquisições cujo produto será uma meia dúzia de mega corporações dominando tudo, donos de todos ativos da sociedade e colocando todo mundo para trabalhar em uma ‘corrida de ratos’ cada vez pior.

O facínora Lula e a bandida Dilma promoveram lucros estratosféricos para bancos e corporações enquanto xingavam e zombavam da classe média, proprietária de 90% dos micro, pequenos e médios negócios. Empresas como Marfrig saíram engolindo todos concorrentes pela frente, JBS se tornou uma multinacional com dinheiro do pagador de impostos, as empresas do grupo X do Eike saíram do plano teórico para bilhões de reais de capitalização de mercado, enquanto as terras do micro, pequeno e médio agricultor eram invadidas pelo grupo terrorista MST.

A esquerda globalista é queridinha dos Farias Limers, dos socialistas do Leblon e elite midiática-corporativa-política. O famoso centrão democrático é o covil operacional dos big business. Essa onda de ecologismo e lacração é justamente para desviar as atenções das massas.

O homem-massa em sua inércia intelectual não entende a complexidade do mundo, as agendas e estratégias dos grandes players.

A manicure no ônibus lotado queixa-se com a amiga do marido que não para em casa e não lhe da atenção. O pedreiro preocupado que seu time de futebol caiu 8 posições na tabela do brasileirão e seus vizinhos não param com a zoação. O universitário queixa-se com o colega do excesso de cobrança dos professores e do estágio que exige muito e paga pouco. A dona de casa preocupada com a inflação corroendo o seu poder de compra e a militante irritada que o novo filme da Disney não é LGBTQIA+ o suficiente.

A grande mídia, sempre “ao lado do povo” aponta os culpados e inimigos que são, sempre, os inconvenientes às suas agendas. A direita batendo incansavelmente no finado comunismo soviético, nos defuntos Lênin, Fidel e Che. E o verdadeiro consórcio de predadores, globalistas, corporações e mainstream media está nadando de braçada nesse cenário caótico.

É o CAOS PLANEJADO que Mises tanto se referiu !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Greve das universidades federais
Política

Greve das Universidades Federais mantém tensão entre professores e o Governo Lula

A greve de universidades federais no país, que já dura quase dois meses, segue ativa, mantendo a tensão entre os professores federais e o Governo Lula. Por um lado, professores em greve afirmam que continuarão com a greve até receberem aumentos salariais. O governo, por sua vez, afirma que não há mais espaço no orçamento […]

Leia Mais
Macron
Política

Macron dissolve parlamento e convoca eleições legislativas antecipadas na França

No último domingo (9), o presidente da França, Emmanuel Macron, dissolveu o parlamento do país, a Assembleia Nacional, e convocou eleições legislativas antecipadas. A decisão do presidente francês foi tomada após uma pesquisa de boca de urna que mostrou que seu partido, Renascimento, seria derrotado pelo partido de oposição, União Nacional (RN), nas eleições parlamentares. […]

Leia Mais
Jorge Seif
Política

Senador Jorge Seif admite que defende imposto sobre importações porque paga o seu salário

O senador Jorge Seif (PL-SC), que se diz liberal, votou sim pela em 20% das compras internacionais até 50 dólares, que foi aprovada na última quarta-feira, 5, a taxação. O senador justificou seu voto, admitindo que tal imposto paga seu salário. O senador ainda recorreu às velhas falácias protecionistas e estatistas em defesa dos impostos […]

Leia Mais