Osmar Terra decreta cota para filmes nacionais

O Ministro Osmar Terra decretou nesta Segunda, dia 6 de Maio, uma cota para filmes nacionais em cinemas brasileiros, obrigando-os a exibirem uma porcentagem de filmes brasileiros em suas salas.

A decisão foi tomada após o filme “Vingadores: Ultimato” ter ocupado mais de 80{6f48c0d7d5f1babd031e994b4ce143dfcbd9a3bc2a21b0a64df4e7af5a5150a1} das salas em sua estréia, atendendo à alta demanda do público pelo filme.

Contudo, Terra ignora a lei econômica de oferta e demanda e, na base da “canetada” faz com que filmes nacionais não rentáveis como “De Pernas Pro Ar 3”, que foi tirado de cartaz por conta da péssima bilheteria, ocupem o espaço de filmes mais rentáveis.

Até o momento, “Vingadores: Ultimato” se tornou a segunda bilheteria mais alta da história, com US$ 2,188 bilhões de dólares.

Fonte: Politz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Greve das universidades federais
Política

Greve das Universidades Federais mantém tensão entre professores e o Governo Lula

A greve de universidades federais no país, que já dura quase dois meses, segue ativa, mantendo a tensão entre os professores federais e o Governo Lula. Por um lado, professores em greve afirmam que continuarão com a greve até receberem aumentos salariais. O governo, por sua vez, afirma que não há mais espaço no orçamento […]

Leia Mais
Macron
Política

Macron dissolve parlamento e convoca eleições legislativas antecipadas na França

No último domingo (9), o presidente da França, Emmanuel Macron, dissolveu o parlamento do país, a Assembleia Nacional, e convocou eleições legislativas antecipadas. A decisão do presidente francês foi tomada após uma pesquisa de boca de urna que mostrou que seu partido, Renascimento, seria derrotado pelo partido de oposição, União Nacional (RN), nas eleições parlamentares. […]

Leia Mais
Jorge Seif
Política

Senador Jorge Seif admite que defende imposto sobre importações porque paga o seu salário

O senador Jorge Seif (PL-SC), que se diz liberal, votou sim pela em 20% das compras internacionais até 50 dólares, que foi aprovada na última quarta-feira, 5, a taxação. O senador justificou seu voto, admitindo que tal imposto paga seu salário. O senador ainda recorreu às velhas falácias protecionistas e estatistas em defesa dos impostos […]

Leia Mais