Os funcionários públicos pagam Impostos?

É preciso algum exercício mental com maior nível de detalhamento para notarmos que os funcionários públicos não pagam impostos.

Os impostos para serem efetivados necessitam do roubo de uma parte do que foi produzido. A partir do momento em que a produção é propositalmente depreciada pelos tributos que o estado coloca sobre os indivíduos, o roubo velado é materializado.

Consideremos que você e seus amigos foram roubados por um grupo de ladrões. Alguns dias depois do crime, você encontra um dos ladrões numa igreja evangélica. O criminoso não te reconhece. Minutos após o culto religioso ser iniciado, chega o momento da oferta. O ladrão entrega para a administração da entidade religiosa uma parte do dinheiro que lhe roubou há alguns dias.

Neste exemplo hipotético, o ladrão não está oferecendo o dinheiro de forma plena, embora ele pratique o ato de doação aparente.

Os funcionários públicos participam de uma dinâmica parecida. Uma parte do dinheiro que as pessoas da iniciativa privada recebem por seus serviços e produtos vendidos, lhe são tirados à força pelo estado.

Esse dinheiro obtido pela força e/ou ameaça de violência financia a estrutura dos trabalhadores do estado. Uma parte daquilo que esses trabalhadores recebem é direcionado aos tributos, gerando a ilusão de que eles pagaram impostos.

O que ocorreu foi apenas uma movimentação financeira maliciosa. O dinheiro dos impostos daqueles que trabalham na iniciativa privada pagaram o salário dos funcionários públicos, e uma parte do salário desses funcionários serviu para pagar outros impostos.

No final do caminho, o dinheiro original simplesmente teve seu trajeto mudado durante o percurso. Os funcionários públicos receberam o dinheiro dos impostos como pagamento de seus salários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Luiz Marinho
Economia

Sem acordo, governo prorroga por 3 meses nova portaria sobre trabalho aos feriados

O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, anunciou nesta terça-feira (27) que foi adiado por 90 dias a portaria que muda as regras sobre o trabalho aos feriados. O texto entraria em vigor nesta sexta-feira (1). A decisão do ministro foi tomada durante uma reunião com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, representantes […]

Leia Mais
O Legado de Max Weber
Economia

A importância do Legado de Max Weber para a compreensão das ciências sociais

Como sabemos, as ciências sociais hoje são quase unicamente estudadas do ponto de vista marxista. E no Brasil isso é uma verdade maior ainda, a ponto de os cursos de ciências sociais terem se tornado verdadeiros púlpitos do discurso marxista. Por sorte, ideias que explicam melhor a realidade dos fenômenos sociais, e totalmente livres do […]

Leia Mais
Los agricultores llevan sus tractores a Madrid para mostrar su descontento con la política agrícola europea
Economia

Agricultores espanhóis levam seus tratores a Madri em protesto a política agrícola europeia

Agricultores e pecuaristas espanhóis levaram seus tratores ao centro de Madri nesta quarta-feira (21), em protesto as dificuldades do setor causadas pela política agrícola europeia. Manifestações similares já ocorreram em outro países europeus, como Alemanha e Países Baixos. Insatisfação dos agricultores espanhóis Em convocação do sindicato União de Uniões, milhares de produtores vindos de toda […]

Leia Mais