Retirada de máscaras não teve impacto nenhum nos índices de covid

Retirada da máscara não teve impacto nenhum nos índices de covid

Como muitos suspeitavam, com o fim da obrigatoriedade do uso de máscara em locais fechados, não houve nenhum impacto nos índices de covid. A conclusão foi do Comitê Científico de SP. Os especialistas afirmam que após duas semanas, desde o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras em locais fechados, não houve nenhum aumento de casos de covid.

Já dá para fazer um balaSegundo, João Gabbardo – outro membro do Comitê – com estes dados “é possível ter muita certeza que não houve nenhum impacto negativo” em relação à pandemia a partir da flexibilização do uso de máscaras no estado. nço, primeiro da liberação das máscaras em ambientes abertos e, depois em ambientes fechados também, com exceção de serviços de saúde e transporte público, na medida em que estamos completando duas semanas dessa flexibilização. Não observamos nenhum impacto nos indicadores, que acompanhamos desde o início da pandemia

disse Paulo Menezes, membro do Comitê Científico de SP que avalia o caso.

Segundo, João Gabbardo – outro membro do Comitê – com estes dados “é possível ter muita certeza que não houve nenhum impacto negativo” em relação à pandemia a partir da flexibilização do uso de máscaras no estado.

O cientista ainda afirma que:

Pouca gente fala que quando nós flexibilizamos em ambiente fechado, nós fizemos de forma gradual e muito segura, de manter a obrigatoriedade de máscaras nos lugares mais perigosos

O cientista alega que foi necessário que a liberação fosse gradual para que fosse segura. No entanto, muito antes da liberação do uso de máscaras – tanto em espaços públicos quanto em ambientes fechados – os índices de contaminação e mortes por covid já vinham sendo reduzidos em mais de 85%. É o que mostra os dados da Secretaria de Saúde de SP do mês de janeiro deste ano, segundo informação do secretário, Jean Gorinchteyn.

Mesmo quando o risco de contágio já havia sido reduzido drasticamente, as políticas sanitaristas continuaram a serem impostas. Tudo baseado no possível risco (mesmo que insignificante) dos índices de covid voltarem a aumentar.

Independente da eficácia ou não dos métodos de proteção contra a covid, o uso deles deveria ter sido uma decisão dos indivíduos dentro de suas respectivas propriedades.

Os que estivessem preocupados com a possibilidade de pegar a doença, deveriam aplicar às medidas preventivas sobre si mesmos e em seus espaços ou evitar pessoas e espaços que não seguem as orientações sanitárias.

Por sorte as medidas sanitaristas foram abolidas e são uma ameaça a menos às liberdades individuais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sinais eletromagnéticos no cérebro
Política

A “Síndrome de Havana” é uma agressão russa ou outra teoria da conspiração da mídia?

Na noite de domingo, o programa 60 Minutes da CBS publicou um segmento sobre a série de episódios médicos misteriosos sofridos por oficiais de inteligência dos Estados Unidos e funcionários do governo que receberam o apelido de “Síndrome de Havana”. Por quase uma década, as autoridades e suas famílias relataram ouvir sons repentinos de zumbidos […]

Leia Mais
Lula Macron Urânio
Política

Governo Lula assina acordo com a França para explorar urânio no Brasil

Representantes dos governos brasileiro e francês assinaram nesta quinta-feira (28), em Brasília, um acordo que prevê colaboração para geração de energia nuclear. Segundo reportagem da CNN, um dos destaques do texto do acordo é um entendimento para a exploração de reservas de urânio no Brasil. O acordo é de grande interesse para o governo francês, […]

Leia Mais
Lula e Maduro
Política

De forma inesperada, governo Lula endurece o tom contra governo Maduro na Venezuela

De forma inesperada, O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) endureceu o tom com o governo venezuelano de Nicolás Maduro, tradicional aliado das gestões petistas. A repreensão do governo foi feita por meio de uma nota divulgada na última terça-feira (26/3), pelo Itamaraty, onde foi manifestada uma preocupação com o andamento das eleições […]

Leia Mais