terça-feira, dezembro 6, 2022

A retomada de lockdowns na Europa para conter o covid é eficaz?

Nos últimos dias, a gazeta apresentou artigos noticiando como os Estados europeus vem lentamente demonstrando suas investidas, em favor de medidas sanitárias negligentes, como a retomada de lockdowns, e não só isso como querem exercer contra a população mais um de seus crimes contra as mesmas.

O surto e o histórico recente

Recentemente as taxas de infecção por Covid-19, vem crescendo no Velho Continente, e em grande quantidade durante os últimos dias. Apesar da grande mídia alardear o fato de que nem todos os europeus estão vacinados, fato é que segundo o OurWorldInData, 62.11% da população na Europa já está vacinada.

Devido à essa grande quantidade de vacinados já deveria haver o suposto “controle por parte do número de casos”. O que não é verdade já que os números superam os de abril do ano passado, o primeiro pico da pandemia, e em alguns números desses países é possível constatar um número recorde, ou bem próximo a isso.

Países da EuropaCasos de infecções (Últimas 24H)População Vacinada (%)
Alemanha7905170.2%
Portugal377389.04%
Áustria1537569.34%
França3263376.63%
Eslováquia1326647.67%
Suíça8.58866.82%
Espanha8.52781.86%
Itália12.45077.9%
Holanda23.78376.98%
União Europeia317.60670.28%
Europa429.34862.11%
Gráfico mostrando o índice de vacinação na Europa

Não é de modo algum, evidentemente, garantia de que a cepa do vírus será contida, ser extinguido, ou até garantir sua proteção e de pessoas ao seu redor, ainda mais para voltar a vida “normal” de antes, e a mesma vem se tornando obrigatória em alguns desses países.

Os lockdowns e a validade do passaporte sanitário

Os lockdowns que em todo o mundo, foram e ainda são aplicados, são uma medida agressiva e ineficaze, que prejudica a economia não apenas nos locais com lockdowns já que há toda uma cadeia produtiva interconectada nos dias de hoje. E mais uma vez esse mesmo método será reimplementado pelos governos europeus, trazendo consigo, obviamente, mais problemas para a população.

Ao mesmo tempo em que esses governos, a União Europeia, recomendou a todos os países do bloco, que os passaportes sanitários passem a ter validade de 9 meses, porém também solicita aos países membros que liberem as fronteiras para os indivíduos que estiverem vacinados com as vacinas aprovadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

E agora?

A questão que fica é, até quando essas medidas serão aceitas por grande parte população? Já se encaminha para o terceiro ano de “Pandemia” e o que fica estabelecido nessa situação é a possibilidade de que essas medidas como essa poderão novamente vir a ocorrer, essa situação invasiva, que claramente não está tendo a efetividade no “combate da pandemia”, terá de acabar muito em breve, na Suíça já há protestos contra essas medidas, um país tido como calmo e seguro.

Essas medidas na Europa mostram a real gravidade da situação no mundo, pois se isso está acontecendo com os europeus, ainda mais nesta época de frio na Europa, muito em breve pode chegar ao Brasil, já que as próximas estações convergem para uma temperatura mais fria na nossa região.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA