quarta-feira, julho 6, 2022

Vazamento no laboratório de Wuhan é a origem mais provável do covid

Dra. Alina Chan diz que o Covid-19 pode ser um vírus projetado.

Um vazamento no laboratório em Wuhan é agora a origem mais provável para o Covid, disseram especialistas, já que nenhum hospedeiro animal foi encontrado após uma busca de dois anos.

A Dra. Alina Chan, especialista em terapia genética e engenharia celular no MIT e em Harvard, disse em um discurso ao Comitê de Ciência e Tecnologia que também havia risco de que o Covid-19 fosse um vírus projetado.

Acho que a origem do laboratório é mais provável. Neste momento, não é seguro que as pessoas que conhecem as origens da pandemia se apresentem. Mas vivemos em uma época em que tanta informação é armazenada que Isso acabará vazando.

disse o Dr Chan

Ouvimos de muitos virologistas do topo que uma origem geneticamente modificada é razoável e isso inclui os virologistas que fizeram modificações no primeiro vírus Sars.

Sabemos que este vírus tem uma propriedade única chamada local de clivagem da furina, e sem esta propriedade, o vírus não poderia causar esta pandemia.

Uma proposta foi vazada mostrando que a EcoHealth e o Instituto Wuhan de Virologia estavam desenvolvendo um projeto para a inserção de novos locais de clivagem de furina. Então, você encontra estes cientistas que disseram no início de 2018 “Vou colocar chifres em cavalos” e no final de 2019 aparece um unicórnio na cidade de Wuhan.

O ponto de clivagem da furina no Covid-19 faz parte da proteína spike, que o ajuda a entrar nas células.

As proteínas spike são pequenos ganchos que se prendem aos receptores das células humanas. Eles têm duas secções, uma secção de ligação e uma secção de entrada de células.

Uma vez ligado, o vírus utiliza a enzima furina – que está presente nas células humanas – para retirar a secção ligada, deixando um espaço para a secção de entrada da proteína spike nas célula permitindo à ela se fundir com a membrana celular e entrar no seu interior. É a razão pela qual o Covid-19 é tão infeccioso.

A fuga do covid de um laboratório de Wuhan é a explicação mais plausível

Viscount Ridley, que co-escreveu um livro sobre a origem do vírus com o Dr. Chan, disse que também acredita que uma fuga de laboratório seja agora a origem mais provável do covid.

Lord Ridley disse aos deputados:

Também acho mais provável que seja iSSO, porque temos que enfrentar o fato DE QUE depois de dois meses sabíamos as origens de Sars, e depois de alguns meses sabíamos que Mers era através de camelos, mas depois de dois anos ainda não encontramos um único animal infectado que pudesse ser o progenitor, e isso é incrivelmente surpreendente.

Precisamos descobrir para que possamos evitar a próxima pandemia. Precisamos saber se devemos apertar o trabalho em laboratórios ou se devemos apertar os regulamentos relacionados aos mercados de vida selvagem. No momento, também não estamos realmente fazendo isso.

Também precisamos saber para deter os responsáveis que estão assistindo a este episódio e pensando que desencadear uma pandemia é algo com o qual eles poderiam escapar.

Sabemos agora que as experiências estavam sendo feitas no nível 2 de biossegurança (semelhante a um consultório de dentista) que resultou em 10.000 vezes maior infecciosidade dos vírus e três ou quatro vezes maior letalidade. O importante é deixar de fazer estes experimentos que são arriscados.

O interesse de Peter Daszczak foi declarado “muito tarde”.

Durante a sessão, o editor da Lancet, Richard Horton, também foi criticado por uma carta publicada pela revista em 2020 que rejeitou a hipótese do vazamento no laboratório como sendo uma “teoria da conspiração” e efetivamente fechou o debate sobre.

A carta foi escrita por Peter Daszak, chefe da aliança EcoHealth, que havia trabalhado em estreita colaboração com o Instituto Wuhan de Virologia (WIV) na engenharia de coronavírus em morcegos.

No entanto, apesar da estreita ligação, levou 16 meses para que a Lancet publicasse um memorando expondo os conflitos de interesse de Daszak.

Aaron Bell disse que o memorando declarando os interesses do Sr. Daszak havia sido “um pouco tarde demais”.

O Sr. Horton argumentou que levou mais de um ano para “persuadir” o Sr. Daszak a declarar que a EcoHealth estava trabalhando com o Instituto Wuhan de Virologia.

Pedimos a todos que declarem seu interesse concorrente e aceitamos essas declarações com confiança e, com esse cuidado, lamentavelmente, os autores alegaram que não tinham interesses concorrentes e, claro, a implicação de que havia de fato interesses concorrentes que eram significativos, particularmente em relação a Peter Daszak.

disse o Sr Horton.

Aceitamos as declarações de conflitos de interesses na confiança. Rapidamente tomamos consciência do conflito de interesses de Peter Daszak e acabamos tendo um debate com ele porque sua opinião era “Olhe, eu sou um especialista trabalhando na China em coronavírus de morcegos e isso não é um interesse concorrente, isso me torna um especialista”.

Mas no tribunal da opinião pública, esse é um interesse conflitante que você deve declarar e levamos mais de um ano para convencê-lo a declarar seu pleno interesse.

Concluiu o Sr Horton.

Horton também disse que o vazamento no laboratório era agora “uma hipótese que deve ser levada a sério e precisa ser investigada mais a fundo”.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

SourceTelegraph

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

CONFIRA