Venezuela apresenta pedido oficial para ingressar no BRICS

Venezuela e o BRICS

Nicolas Maduro, presidente da Venezuela, anunciou que o governo já havia apresentado um pedido oficial de adesão ao bloco BRICS, formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Em um programa semanal de TV, “Con Maduro Mas”, Maduro detalhou que a Venezuela espera se juntar à organização para “aprender, apoiar e ajudar” a desenvolver a visão do bloco.

Maduro afirmou:

“A Venezuela fez sua proposta para ingressar no grupo e esperamos que ela seja avaliada positivamente pelas nações que a integram.”

Maduro elogiou o papel do bloco BRICS na arena geopolítica internacional, declarando que ele constitui “a força motriz por trás do surgimento do mundo multipolar”.

Delcy Rodriguez, vice-presidente do país, explicou que essa candidatura coloca a Venezuela perto de desenvolver novas formas de cooperação econômica “longe do hegemonismo unilateral”.

Espera-se que o BRICS considere a inclusão de novos membros na próxima cúpula a ser realizada na África do Sul no final deste mês.

O caminho da Venezuela para o BRICS

Em sua visita ao Brasil em maio, Maduro declarou que a Venezuela desejava se juntar ao bloco para “acompanhar a construção dessa nova arquitetura, do novo mundo que já está nascendo”.

Na época, o presidente brasileiro Luiz Inácio ‘Lula’ da Silva apoiou as intenções de Maduro, declarando que era favorável à entrada da Venezuela no BRICS. Ele disse que o pedido da Venezuela seria discutido juntamente com outros pedidos durante a próxima reunião do BRICS.

A China e a Rússia também consideraram o interesse da Venezuela positivo. A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Mao Ning, disse ao Sputnik que eles saudaram “a integração rápida do maior número possível de parceiros partidários à grande família do BRICS”.

Enquanto isso, o ministro das Relações Exteriores da Rússia para a América Latina, Alexandr Schetinin, comentou que as declarações de Maduro refletiam a “autoridade crescente que os BRICS estão adquirindo na atual situação internacional devido ao seu ponto de vista sobre o que está acontecendo”.

Em 25 de julho, Belarus, que também havia se candidatado a fazer parte do bloco, declarou que pelo menos 25 países apresentaram pedidos formais para fazer parte do BRICS.

Artigo escrito por Sergio Goschenko, publicado em News.Bitcoin.com e traduzido por @rodrigo

Uma resposta para “Venezuela apresenta pedido oficial para ingressar no BRICS”

  1. Avatar de Nikus
    Nikus

    Se muita gente já suspeitava da índole desse bloco, está ficando cada vez mais claro que é só um amontanhado de países subdesenvolvidos e parcialmente socialistas em suas novas aventuras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

One thought on “Venezuela apresenta pedido oficial para ingressar no BRICS”

  1. Se muita gente já suspeitava da índole desse bloco, está ficando cada vez mais claro que é só um amontanhado de países subdesenvolvidos e parcialmente socialistas em suas novas aventuras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sinais eletromagnéticos no cérebro
Política

A “Síndrome de Havana” é uma agressão russa ou outra teoria da conspiração da mídia?

Na noite de domingo, o programa 60 Minutes da CBS publicou um segmento sobre a série de episódios médicos misteriosos sofridos por oficiais de inteligência dos Estados Unidos e funcionários do governo que receberam o apelido de “Síndrome de Havana”. Por quase uma década, as autoridades e suas famílias relataram ouvir sons repentinos de zumbidos […]

Leia Mais
Lula Macron Urânio
Política

Governo Lula assina acordo com a França para explorar urânio no Brasil

Representantes dos governos brasileiro e francês assinaram nesta quinta-feira (28), em Brasília, um acordo que prevê colaboração para geração de energia nuclear. Segundo reportagem da CNN, um dos destaques do texto do acordo é um entendimento para a exploração de reservas de urânio no Brasil. O acordo é de grande interesse para o governo francês, […]

Leia Mais
Lula e Maduro
Política

De forma inesperada, governo Lula endurece o tom contra governo Maduro na Venezuela

De forma inesperada, O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) endureceu o tom com o governo venezuelano de Nicolás Maduro, tradicional aliado das gestões petistas. A repreensão do governo foi feita por meio de uma nota divulgada na última terça-feira (26/3), pelo Itamaraty, onde foi manifestada uma preocupação com o andamento das eleições […]

Leia Mais