A crescente fortuna de Satoshi Nakamoto está próxima de entrar para o ranking das 25 pessoas mais ricas do mundo

Satoshi Nakamoto

Acredita-se que, no início da rede Bitcoin, seu fundador, Satoshi Nakamoto, também minerou a moeda digital, acumulando entre 1 e 1,1 milhão de BTC. O consenso entre a maioria das estimativas sugere que Nakamoto provavelmente reuniu cerca de um milhão de moedas. A posse de um milhão de bitcoins coloca o patrimônio líquido de Nakamoto em aproximadamente US$ 51,56 bilhões. Além disso, se Nakamoto fosse classificado na lista de bilionários em tempo real da Forbes, o criador do Bitcoin seria a 26ª pessoa mais rica do mundo.

A fortuna de Nakamoto coloca o inventor logo abaixo de Julia Koch, Charles Koch e sua família, que construíram sua riqueza por meio da Koch Industries, um conglomerado criado em 1940 por Fred Koch. Em 25 de fevereiro de 2024, Julia e seus parentes ostentavam uma fortuna de US$ 61 bilhões, enquanto Charles e seus herdeiros comandavam US$ 55,7 bilhões. O criador do Bitcoin está acima de Colin Huang, também conhecido como Huang Zheng, a 27ª pessoa mais rica do mundo. A riqueza de Huang é resultado de seu sucesso empresarial na China, onde ele lançou a Pinduoduo, a principal plataforma de comércio eletrônico voltada para a agricultura do país.

Do 24º ao 27º mais ricos do mundo se Satoshi Nakamoto fosse incluído na lista de bilionários em 25 de fevereiro de 2024.

O inventor do Bitcoin não possui todos os um milhão de bitcoins em uma única carteira; em vez disso, os ativos de Nakamoto estão dispersos em milhares de carteiras. Teoricamente, se Nakamoto estivesse ativo e pudesse acessar esses ativos, o criador teria muito mais ativos líquidos do que muitos na lista de bilionários em tempo real da Forbes, incluindo Elon Musk. Por exemplo, os centibilionários, como Elon Musk e Jeff Bezos, têm mais de US$ 190 bilhões cada um, mas grande parte de sua riqueza está presa às empresas das quais são acionistas.

Esse cenário sugere que, embora outros membros da lista da Forbes possam ter um patrimônio líquido maior do que o de Nakamoto, eles não têm o mesmo nível de liquidez. Em teoria, Nakamoto poderia mobilizar esses ativos rapidamente. No entanto, isso vem com uma ressalva: a movimentação desses bitcoins antigos, extraídos por Nakamoto, provavelmente causaria ondas de choque no mercado, fazendo com que o preço despencasse antes que Nakamoto pudesse trocar os fundos. Embora seja puramente especulativo, é concebível que o mercado possa absorver essa liquidação, mesmo por parte de Nakamoto.

Até hoje, a verdadeira identidade de Nakamoto permanece um mistério, e o pioneiro da blockchain não gastou um único satoshi do tesouro de milhões de bitcoins. Há uma chance de que Nakamoto não esteja mais vivo, com as moedas permanecendo inativas no livro-razão indefinidamente. A dormência duradoura dessas moedas por mais de uma década ressalta a possibilidade de que os bitcoins de Nakamoto nunca sejam gastos. No entanto, essas moedas permanecem para sempre vinculadas ao nome e ao legado de Nakamoto, e é concebível que o criador do Bitcoin possa vir a se tornar a pessoa ou entidade mais rica do mundo.

Artigo escrito por Jamie Redman, publicado em News.Bitcoin.com e traduzido por Rodrigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lula imposto sobre o Bitcoin
Criptomoedas

Governo Lula quer aumentar para 22,5% os impostos para todos os usuários de Bitcoin no Brasil

O governo Lula anunciou que pretende aumentar os impostos para todos os usuários de criptomoedas em até 22,5%. Segundo o governo, a proposta não é criar um novo imposto, mas aumentar ainda mais as taxas para os usuários que possuem criptoativos. A ideia é ‘fechar o cerco’ com àqueles que estão usando criptoativos para driblar […]

Leia Mais
Halving do Bitcoin
Criptomoedas

O halving do Bitcoin está cada vez mais próximo, com menos de 2.900 blocos restantes

No momento, restam menos de 2.900 blocos até o próximo halving do Bitcoin. Para compreender o conceito de halving, é bom entender primeiro como surgem os novos bitcoins, principalmente por meio do processo de mineração de bitcoins. Isso envolve entidades, conhecidas como mineradores, que validam blocos repletos de transações que aguardam confirmação. Em sua busca […]

Leia Mais
União Europeia ALM Criptomoedas
Criptomoedas

Novas leis contra lavagem dinheiro da UE visam transações em criptomoedas

Como parte das novas leis contra lavagem de dinheiro, o Parlamento da União Europeia proibiu carteiras de criptografia de autocustódia não identificadas para transações na região. A proibição tem como alvo as transações anônimas em dinheiro que excedam € 3.000 e as carteiras de auto-custódia em várias plataformas. Em uma publicação recente nas redes sociais, […]

Leia Mais