A previsão de FA Hayek: Imaginando a ascensão imparável do Bitcoin por meio de um “caminho sorrateiro e indireto”

Hayek sobre o Bitcoin

Nos últimos anos, surgiram discussões sobre as previsões visionárias do famoso arquiteto e teórico de sistemas Buckminster Fuller, que teria antecipado um conceito semelhante ao Bitcoin. Da mesma forma, acredita-se que o magnata industrial Henry Ford tenha imaginado uma nova moeda de energia com o potencial de acabar com as guerras. Além disso, acredita-se que Friedrich Hayek, uma figura importante da economia de livre mercado e ganhador do Prêmio Nobel, tenha previsto um sistema semelhante ao Bitcoin. As referências geralmente incluem um vídeo de 1984 no qual Hayek especulou sobre um futuro onde as pessoas podem “abrir alguma conta” de uma maneira “sorrateira e indireta”.

Hayek acreditava que o controle governamental sufocava a inovação monetária

Friedrich August von Hayek, comumente chamado de F. A. Hayek (1899-1992), deixou sua marca como um influente economista e filósofo do mercado livre. Sob a orientação de Ludwig von Mises, Hayek estava entre as mentes afiadas do seminário particular de Mises em Viena, envolvendo-se profundamente com seus colegas de universidade sob a orientação especializada de Mises. Suas contribuições para a ciência econômica foram reconhecidas com o Prêmio Nobel de Ciências Econômicas em 9 de outubro de 1974.

Enquanto Milton Friedman, outro importante economista austríaco, é amplamente reconhecido por prever um sistema semelhante ao Bitcoin, Hayek é igualmente reconhecido por sugerir um conceito semelhante à revolucionária moeda digital de Satoshi Nakamoto. Um momento notável foi capturado em um vídeo de 1984, no qual Hayek analisa a evolução da lei, da linguagem e do dinheiro. Ele observa: “Agora, felizmente, foi permitido que a lei e a linguagem se desenvolvessem. O dinheiro se originou em sua forma original, mas assim que apareceu em sua forma mais primitiva, foi congelado.”

Hayek acrescentou:

“Depois de duzentos ou trezentos anos de moedas, todos os governos colocaram as mãos na massa e impediram qualquer desenvolvimento adicional. Os governos disseram que o desenvolvimento não deveria continuar. Não nos foi permitido fazer experimentos com ela. O dinheiro não foi aprimorado. O dinheiro piorou bastante com o tempo”.

A maneira sorrateira e indireta de abordar a desnacionalização do dinheiro

O economista observou que nossa experiência com a moeda até o momento envolveu criações governamentais de dinheiro, que foram “em sua maioria erradas” e “em sua maioria abusos de dinheiro”. “Cheguei à posição de perguntar: a política monetária já fez algo de bom?” indagou Hayek. “Acho que não”, disse ele. Hayek foi categórico ao afirmar que ela apenas causou “danos” e defendeu o que chamou de “desnacionalização do dinheiro”.

Ao ser questionado pelo entrevistador sobre como o sistema que ele imaginava funcionaria, ou se uma entidade privada como o Chase poderia fazer circular sua própria moeda, Hayek deu um simples sorriso em resposta. Ele então disse: “Embora os governos possam impedir as pessoas de emitir dinheiro, dificilmente podem impedi-las de abrir contas em alguma coisa. Afinal de contas, em um mundo moderno, o dinheiro de mão em mão, as moedas e o papel não são mais os mais importantes”, explicou Hayek.

O economista continuou:

“Créditos e cartões de crédito são substitutos. Portanto, acho que podemos esquecer o dinheiro e os bancos existentes. E abrir um sistema de contas que substitua o dinheiro (…) Não acredito que teremos dinheiro bom novamente antes de tirarmos o dinheiro das mãos do governo. Não podemos tirá-lo violentamente das mãos do governo, [então] tudo o que podemos fazer é, de alguma forma, introduzir algo que eles não possam impedir”.

Hayek escreveu um trabalho seminal intitulado “The Denationalisation of Money” (A Desestatização do Dinheiro) em 1976, seguido de uma edição atualizada em 1978, “Denationalisation of Money: The Argument Refined”. Nessas páginas, Hayek defende o desmantelamento da autoridade exclusiva do governo para cunhar moeda. Ele defende a privatização total do sistema monetário, afirmando que a fabricação, a alocação e a supervisão da moeda devem estar inteiramente sob o domínio do livre mercado. Essa abordagem de laissez-faire, segundo o famoso economista, abriria caminho para inovações monetárias.

Após a morte de Hayek, surgiram várias iniciativas nos Estados Unidos com o objetivo de privatizar a moeda, mas elas encontraram oposição governamental. Por exemplo, em 1998, Bernard von NotHaus apresentou o Liberty Dollar, uma moeda privada lastreada em quantidades precisas de metais preciosos. Em 2007, o governo dos EUA confiscou as contas bancárias da empresa, fechou seu site e fez várias acusações contra seu fundador. Da mesma forma, a E-gold foi fechada em 2007 depois de oferecer uma moeda digital que podia ser trocada por ouro.

O governo dos EUA alegou que a iniciativa E-gold facilitava a lavagem de dinheiro. Em contrapartida, o Bitcoin surgiu dois anos depois, coincidindo com o início da Grande Recessão. Diferentemente do E-gold e do Liberty Dollar, o Bitcoin se distinguiu por operar sem uma autoridade centralizada. O enigmático criador, Satoshi Nakamoto, revelou um sistema semelhante ao que Hayek imaginou, permitindo “abrir um sistema de contas que substituiria o dinheiro”. O início do Bitcoin estava longe de ser convencional, incorporando uma “maneira sorrateira e indireta” de introduzir uma inovação imparável.

Artigo escrito por Jamie Redman, publicado em New.Bitcoin.com, e traduzido por Rodrigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lula imposto sobre o Bitcoin
Criptomoedas

Governo Lula quer aumentar para 22,5% os impostos para todos os usuários de Bitcoin no Brasil

O governo Lula anunciou que pretende aumentar os impostos para todos os usuários de criptomoedas em até 22,5%. Segundo o governo, a proposta não é criar um novo imposto, mas aumentar ainda mais as taxas para os usuários que possuem criptoativos. A ideia é ‘fechar o cerco’ com àqueles que estão usando criptoativos para driblar […]

Leia Mais
Halving do Bitcoin
Criptomoedas

O halving do Bitcoin está cada vez mais próximo, com menos de 2.900 blocos restantes

No momento, restam menos de 2.900 blocos até o próximo halving do Bitcoin. Para compreender o conceito de halving, é bom entender primeiro como surgem os novos bitcoins, principalmente por meio do processo de mineração de bitcoins. Isso envolve entidades, conhecidas como mineradores, que validam blocos repletos de transações que aguardam confirmação. Em sua busca […]

Leia Mais
União Europeia ALM Criptomoedas
Criptomoedas

Novas leis contra lavagem dinheiro da UE visam transações em criptomoedas

Como parte das novas leis contra lavagem de dinheiro, o Parlamento da União Europeia proibiu carteiras de criptografia de autocustódia não identificadas para transações na região. A proibição tem como alvo as transações anônimas em dinheiro que excedam € 3.000 e as carteiras de auto-custódia em várias plataformas. Em uma publicação recente nas redes sociais, […]

Leia Mais