quarta-feira, dezembro 7, 2022

Alexandre de Moraes manda incluir PCO no inquérito das fake news

Como se sabe, Alexandre de Moraes junto com todo o STF, não admite qualquer posicionamento contrário aos seus mandos e desmandos. Somente eles determinam o que é permitido falar ou fazer, apelando é claro, para a “sacrossanta” (coff) Constituição de 1988. E dessa vez o alvo da tirania de Alexandre de Moraes é o PCO, por ousar questionar a infinita sapiência (coff) do excelentíssimo ministro.

PCO no inquérito das “fake news

Alexandre de Moraes determinou que a Polícia Federal, dentro de um prazo de 5 dias, intime o presidente do PCO (Partido da Causa Operária) a depor sobre postagens publicadas nas redes sociais do partido. A acusação, é a de que o PCO estaria espalhando “fake news” sobre o ministro.

Moraes também determina que as contas do partido no Twitter, Facebook, Instagram, Telegram, Youtube e TikTok, deverão ser bloqueadas, e o conteúdo das contas deverá ser preservado.

Moraes cita algumas publicações do partido nas redes sociais para justificar sua medida ditatorial. Nelas, o PCO critica duramente (e com razão) a postura tirânica do STF em impor censura com o pretexto de combater as “fake news”, usando isso para silenciar vozes discordantes.

Efetivamente, o que se verifica é a existência de fortes indícios de que a infraestrutura partidária do PCO, partido político que recebe dinheiro público, tem sido indevida e reiteradamente utilizada com o objetivo de viabilizar e impulsionar a propagação das declarações criminosas, por meio dos perfis oficiais do próprio partido, divulgados em seu site na internet

afirmou o ministro.

Abaixo, print de uma publicações do partido criticando a censura do STF:

print de publicação do PCO criticando o STF no Twitter

Ao tomar conhecimento do pedido de Alexandre de Moraes, o PCO criticou a atitude do juiz em outro tweet:

Censura como arma política do STF

Como já conhecido e muito bem apontado pelo PCO, o STF usa a censura usando das mais diversas justificativas (nesta caso, “fake news”) para calar qualquer voz discordante do seu autoritarismo.

O PCO evidentemente só defende a liberdade de expressão porque não está no poder no momento. Eles nunca esconderam seu desejo pela implementação do socialismo (e sabemos no que isso implica.

No entanto, tolerar a censura contra ele e contra qualquer um que apenas está exercendo uma atividade pacífica como o discurso, é permitir que o STF avance em sua sanha por repressão totalitária contra todos que não se sujeitarem às suas vontades.

A defesa da liberdade de expressão de todos os indivíduos dentro de seus meios legítimos de ação deve ser uma luta de todos que tem a liberdade como um ideal. O ataque praticado pelo STF contra o PCO hoje pode ser aplicado a qualquer um de nós amanhã.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA