‘Apple e Google são riscos sistêmicos para as criptomoedas’, diz ex-CTO da Coinbase

Google e Apple são uma ameaça para as criptomoedas

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

As autoridades dos EUA e de outros países podem tentar obrigar empresas de tecnologia como a Apple e o Google a exfiltrar chaves privadas de dispositivos e aplicativos sob seu controle, alertou o empresário de criptomoedas Balaji Srinivasan nas mídias sociais. O ex-executivo da Coinbase acredita que isso seria feito para remeter fundos a governos famintos por dinheiro.

Gigantes da tecnologia, Apple e Google, podem extrair chaves privadas de dispositivos iPhone e Android, teme Srinivasan

Se ter bitcoin suficiente se tornar a questão política mais importante nos próximos anos, os governos falidos poderão tentar se apoderar de algumas das criptomoedas das pessoas, de acordo com Balaji Srinivasan, ex-diretor de tecnologia (CTO) da bolsa de criptomoedas Coinbase.

Embora um ataque convencional de 51% por meio de mineração não seja algo que os EUA possam realizar facilmente agora, eles podem tentar obrigar a Apple, o Google e outras empresas de tecnologia “a procurar chaves privadas nos servidores, dispositivos e navegadores que controlam. E a remeter quaisquer fundos roubados para um governo federal faminto por dinheiro”, Srinivasan tuitou na sexta-feira.

“Não se trata de terrorismo cibernético, mas de guerra cibernética. Não se trata de um hacker aleatório que consegue roubar um arquivo. É quando o CEO de uma empresa dá a ordem legal para hackear seus clientes”, elaborou o empresário, apontando para o que aconteceu com milhões de russos na primavera de 2022, quando “todas as empresas de tecnologia se voltaram contra seus antigos clientes”. Ele também sugeriu um possível alvo:

Estamos falando de bilhões de iPhones e telefones Android, laptops Mac e navegadores Chrome, Google Docs e Gmail. A China poderia fazer o mesmo com o smartphone chinês.

“Se não for possível confiar no próprio sistema operacional, as coisas ficam complicadas”, diz Balaji Srinivasan. Ele acredita que o Linux pode ser empregado como uma alternativa, mas observa que os dispositivos baseados em Linux podem não ser dimensionados com o tempo. “Os dispositivos baseados em Linux são outra resposta possível, mas é claro que elas são custodiais e possivelmente também vulneráveis a ataques semelhantes”, acrescentou o ex-executivo da Coinbase, concluindo:

Não tenho todas as respostas, mas quero levantar a questão para que comecemos a pensar sobre ela. É possível que a resposta aqui seja, em parte, social ou política, e não simplesmente tecnológica.

No início de maio, Srinivasan encerrou antecipadamente uma aposta de que o preço do bitcoin atingiria US$ 1 milhão em meados de junho, em meio à hiperinflação do dólar americano. “Acabei de queimar um milhão para dizer que estão imprimindo trilhões”, disse ele em uma publicação de blog, alertando que o mundo está enfrentando não apenas uma crise financeira, mas uma crise fiduciária, com um colapso que provavelmente será pior do que o anterior.

Artigo escrito por Lubomir Tassev, publicado em News.Bitcoin.com e traduzido e adaptado por @rodrigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uso comercial do Bitcoin
Criptomoedas

O estado de adoção comercial das criptomoedas em 2024

A criptomoeda não são mais um conceito marginal, mas uma tendência que cresce rapidamente no setor de varejo. As organizações de varejo estão se preparando e adotando os pagamentos em moeda digital. Quando um varejista on-line americano se tornou o primeiro grande comerciante do mundo a aceitar criptomoedas como pagamento em 2014, foi uma grande […]

Leia Mais
Amanda Pritchard
Criptomoedas

Chefe da NHS defende intervenção estatal para combater “vício” em negociação de criptomoedas

Na última quarta-feira (12), a chefe do Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS), Amanda Pritchard, defendeu uma maior intervenção do estado britânico sobre o comércio de criptomoedas. Pritchard alega que a medida ajudaria a combater o “vício” em negociações de criptoativos. O discurso de Pritchard foi realizado durante o ConfedExpo, que é uma […]

Leia Mais
Bitcoin Coreia do Sul
Criptomoedas

Prêmio do Bitcoin na Coreia do Sul aumenta, refletindo a forte demanda local

Recentemente, o bitcoin (BTC) viu seu infame prêmio na Coreia do Sul cair abaixo de 1%, depois de quase atingir 10% em meados de abril. Os dados atuais indicam que o prêmio no país está se recuperando. As métricas do cryptoquant.com revelam que, após atingir uma baixa de 0,62% em 4 de junho, quando os […]

Leia Mais