sexta-feira, julho 1, 2022

Argentina aumenta preço de energia para mineradores de Bitcoin

Após apagões em Buenos Aires, o governo Argentino está culpando mineradores de Bitcoin (BTC) e outras criptomoedas – como se a culpa não fosse da ineficiência estatal e crise generalizada no país. Sendo assim, aumentaram em 400% a energia consumida pelos mineradores.

Após essa situação, os mineradores da região começaram a ser perseguidos e marcados pela máfia estatal, para cobrar deles o maior valor pelo consumo de energia.

O Ministério da Economia, por meio de sua Secretaria de Energia, informou que enviou a estatal de energia Cammesa um ofício “solicitando informações sobre o novo consumo vinculado à atividade de mineração de criptomoedas que permita uma avaliação da demanda atual e futura dessa nova atividade econômica“.

Sendo assim, a estatal enviou um relatório de volta ao Ministério da Economia da Argentina, com a conclusão que “os mineradores de Bitcoin são “prejudiciais” para o país e sua rede elétrica.”

Não é a primeira vez que a Argentina se posiciona contra o Bitcoin e mineradores. Os políticos locais parecem incapazes de aprender com os próprios erros – como podemos observar, a Argentina está cavando a própria cova. O Bitcoin e as criptomoedas são uma forma de controlar a inflação, proteger seu patrimônio contra o governo e manter-se a salvo de toda loucura estatal. Confira nossas dicas sobre esses temas aqui.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

CONFIRA