Ataques de cryptojacking dispararam 400% no primeiro semestre de 2023: Relatório da SonicWall

Os criminosos cibernéticos estão cada vez mais se afastando dos ataques de ransomware e optando por uma estratégia mais secreta de utilização do poder de computação roubado para minerar moeda digital. Para aumentar a probabilidade de sucesso, essas entidades mal-intencionadas variam constantemente suas ferramentas, táticas e procedimentos, permanecendo adaptáveis e evasivas em sua abordagem.

De acordo com a SonicWall, a editora de inteligência de ataques cibernéticos e dados de ransomware, os incidentes de cryptojacking estão aumentando de forma alarmante. Isso ocorre em meio a um rápido declínio nos ataques tradicionais de ransomware, pois as empresas se recusam a pagar pedidos de resgate.

Cryptojacking

Cryptojacking refere-se a uma forma de crime cibernético em que os criminosos exploram ilicitamente os dispositivos dos indivíduos, como computadores, smartphones, tablets e até mesmo servidores, para se envolverem na mineração de criptomoedas. O estudo mais recente da SonicWall revelou que os casos de Cryptojacking aumentaram quase 400%, registrando 332 milhões de acessos nos primeiros seis meses de 2023, em comparação com apenas 66,7 milhões durante o primeiro semestre do ano passado.

O aumento nos incidentes de cryptojacking foi impulsionado principalmente por números recordes em janeiro, fevereiro, abril e maio. Durante esses meses, os totais mensais ultrapassaram 77 milhões de instâncias, superando os números combinados dos primeiros seis meses de 2022 e até mesmo os totais registrados em todos os anos de 2018 ou 2019.

A SonicWall descobriu que o número total de ocorrências de cryptojacking havia ultrapassado a marca de 200 milhões e até mesmo ultrapassado 300 milhões, atingindo um novo recorde que excedeu os totais do ano inteiro de 2020, 2021 e 2022 (todos eles anos recordes) combinados até o final de junho de 2023.

Demografia e tendências

Nos Estados Unidos, o cryptojacking aumentou de 48 milhões para 211,7 milhões, representando um aumento de 340% no ano até o momento. A Alemanha também testemunhou um salto de três dígitos, com um aumento de 139%, de quase três milhões para mais de 7 milhões. Durante o mesmo período, o Reino Unido também registrou um aumento de 479%, elevando o número total de acessos de cryptojacking para 6,8 milhões, em comparação com 1,2 milhão no ano passado.

Em contraste, os acessos de cryptojacking caíram quase três quartos, de quatro milhões para 1,1 milhão nos primeiros seis meses de 2023. A Índia ainda está na lista das 10 principais tentativas de cryptojacking.

Os criminosos estão cada vez mais visando serviços em nuvem, aplicativos macOS crackeados, bem como servidores Oracle WebLogic, em vez de se concentrarem principalmente em endpoints de hardware, como smartphones.

Enquanto isso, o setor de educação teve o maior salto em incidentes, com o número aumentando em mais de 320 vezes, e a porcentagem média de clientes visados a cada mês aumentou de 0,19% para 0,55%. Os ataques de criptojacking no setor financeiro também sofreram um aumento de 4,7 vezes nos últimos seis meses em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Artigo escrito por Chayanika Deka, publicado em Crypto Potato e traduzido por @rodrigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lula imposto sobre o Bitcoin
Criptomoedas

Governo Lula quer aumentar para 22,5% os impostos para todos os usuários de Bitcoin no Brasil

O governo Lula anunciou que pretende aumentar os impostos para todos os usuários de criptomoedas em até 22,5%. Segundo o governo, a proposta não é criar um novo imposto, mas aumentar ainda mais as taxas para os usuários que possuem criptoativos. A ideia é ‘fechar o cerco’ com àqueles que estão usando criptoativos para driblar […]

Leia Mais
Halving do Bitcoin
Criptomoedas

O halving do Bitcoin está cada vez mais próximo, com menos de 2.900 blocos restantes

No momento, restam menos de 2.900 blocos até o próximo halving do Bitcoin. Para compreender o conceito de halving, é bom entender primeiro como surgem os novos bitcoins, principalmente por meio do processo de mineração de bitcoins. Isso envolve entidades, conhecidas como mineradores, que validam blocos repletos de transações que aguardam confirmação. Em sua busca […]

Leia Mais
União Europeia ALM Criptomoedas
Criptomoedas

Novas leis contra lavagem dinheiro da UE visam transações em criptomoedas

Como parte das novas leis contra lavagem de dinheiro, o Parlamento da União Europeia proibiu carteiras de criptografia de autocustódia não identificadas para transações na região. A proibição tem como alvo as transações anônimas em dinheiro que excedam € 3.000 e as carteiras de auto-custódia em várias plataformas. Em uma publicação recente nas redes sociais, […]

Leia Mais