Atos Contrários a Democracia São Legítimos?

Atos Contrários à democracia são legítimos?

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

É possível que você compartilhe a ideia majoritária de que ser um democrata é ser contra a tirania. Neste caso, qualquer ação que possa ferir a democracia soará aos seus ouvidos como golpista e tirânica.

Democracia: a vontade do Povo?

A mentalidade comum nos diz que a democracia é o melhor dos regimes possíveis. Essa crença faz com que a crítica seja enfraquecida.

Os poderes constituídos passam a ser usados de forma divina: Legislativo, Executivo e Judiciário tornam-se inquestionáveis no tocante a sua legitimidade.

Ouvimos discordâncias em relação às pessoas que ocupam cargos nos poderes estatais, mas o sistema em si é pouco criticado.

Ser antidemocrático significa opor-se à democracia, sabendo que a mesma pode ser falha e ilegítima.

A Democracia Como Uma Ditadura

O problema de ir contra a democracia é que tal ação é tida como criminosa. Ser contra o sistema que obriga-nos a fazer o que não queremos pode acarretar prisão.

A democracia é a maior ditadura já criada ao longo da história da humanidade. Não há um regime político que seja tão feroz quanto o democrático, pois nele as vítimas não se veem como tais.

O fato de discursos antidemocráticos – como o incentivo à sonegação de impostos – serem vistos como apologia ao crime, já demonstra o quão forte é esse sistema político cultuado em nossos dias.

Fale, Mas Não Tudo

A liberdade de expressar o pensamento é tolhida quando aquilo que é dito incomoda as pessoas que defendem o estado democrático de direito.

Se alguém só pode dizer e fazer aquilo que o estado permite, sob o risco de ser multado, detido ou morto, opor-se a tal sistema é mais do que legítimo, é necessário.

Democracia e a Violência Indevida

A democracia existe graças ao monopólio da violência exercido pelo estado. A violência só é justificada para defesa do indivíduo e dos bens que ele possui. Isso não ocorre na democracia.

A violência praticada pelo estado visa a manutenção da “ordem pública” – a perpetuação da democracia.

Defender a liberdade de não obedecer o estado já é em si um ato antidemocrático. Logo, parece-me legítimo agir contra a democracia, pois a liberdade individual precede o estado, embora este se coloque como efetivador daquela.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Elon Musk e Alexandre de Moraes
Ética

Elon Musk ataca censura de Alexandre de Moraes e deixa esquerda em polvorosa

Na última sexta-feira, o CEO da rede social X, Elon Musk, respondeu a uma publicação de Alexandre de Moraes questionando o porque dele estar impondo tanta censura no Brasil. Na publicação em questão, Moraes parabenizava o ex-ministro do STF, Ricardo Lewandowski pelo novo cargo de Ministro da Justiça e Segurança Pública. Confira abaixo: Elon Musk […]

Leia Mais
Roseane Murray
Ética

O ataque de pitbulls contra a escritora e poetisa Roseane Murray

Na manhã de ontem (5), a escritora e poetisa Roseana Murray, de 73 anos, havia sofrido um violento ataque de 3 pitbulls enquanto caminhava em Saquarema, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. O incidente reacende a discussão sobre possuir ou não cachorros da raça pitbull. O inicidente A escritora e poetisa Roseane Murray […]

Leia Mais
Álcool 70%
Ética

Anvisa proíbe venda de álcool 70% em supermercados e farmácias a partir de 30 de abril

Por decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o álcool líquido 70% terá sua venda em farmácias e supermercados proibida a partir do dia 30 de abril. A agência já havia proibido o produto em 2002 e havia feito uma breve liberação durante a pandemia devido a escassez de álcool em gel. Segundo a […]

Leia Mais