Avisos de Robert Kiyosaki: Grande crash se aproxima, fim do dólar americano se aproxima

Robert Kyosaki

O autor de Pai Rico, Pai Pobre, Robert Kiyosaki, fez mais alertas sobre a economia e o dólar dos EUA. Pai Rico, Pai Pobre é um livro de 1997, escrito em coautoria por Kiyosaki e Sharon Lechter. Ele esteve na lista dos mais vendidos do New York Times por mais de seis anos. Mais de 32 milhões de cópias do livro foram vendidas em mais de 51 idiomas em mais de 109 países.

Kiyosaki tuitou na quarta-feira:

“Vem aí um crash gigantesco. O dinheiro falso, também conhecido como moeda fiduciária, vai morrer. A reunião do BRICS na África do Sul [em] 22 de agosto colocará um prego no caixão da moeda fiduciária… falsa. Comece a investir em ouro verdadeiro, prata e bitcoin o mais rápido possível. Tome cuidado. O fim do dinheiro fiduciário (falso) está próximo.”

No início desta semana, Kiyosaki alertou especificamente sobre o fim do dólar americano, citando relatos de que os países do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) estão se preparando para lançar uma moeda comum lastreada em ouro. Afirmando que o dólar americano “morrerá”, o renomado autor observou que trilhões de dólares “voltarão para casa” e a inflação disparará. Ele também afirmou que o preço do bitcoin chegará a US$ 120 mil no próximo ano.

O famoso autor tem alertado persistentemente sobre a queda do dólar americano, referindo-se a ele como dinheiro “falso”. Em contrapartida, ele sempre expressou sua crença de que o ouro e a prata são “o dinheiro de Deus“, enquanto o bitcoin representa “o dinheiro do povo“. De acordo com ele, esses três investimentos são as escolhas mais adequadas para “tempos instáveis”.

Em um tweet posterior na sexta-feira, Kiyosaki explicou o recente aumento no mercado de ações. Ele escreveu: “Por que o mercado de ações está decolando? Porque o “teto da dívida” foi removido. Isso significa que a dívida nacional aumentará com o mercado de ações. Os ricos ficam mais ricos enquanto os Estados Unidos ficam mais pobres. Triste. Ficar com dinheiro real e ativos reais: ouro, prata, bitcoin.”

O famoso autor vem soando o alarme sobre um grande crash há algum tempo. Em junho, ele alertou sobre o maior crash imobiliário “de todos os tempos”. Ele também acredita que a economia dos EUA está caminhando para um pouso forçado. Em fevereiro, ele advertiu que “tudo vai desmoronar“.

O autor de Pai Rico e Pai Pobre não é o único a prever um crash significativo no horizonte. O veterano trader Jim Rogers prevê a recessão mais severa e o pior mercado em baixa de sua vida. O economista Peter Schiff emitiu alertas em maio sobre possíveis crises financeiras e depressões.

Artigo escrito por Kevin Helms, publicado em News.Bitcoin.com e traduzido e adaptado por @rodrigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MP da tarifa de luz
Economia

Segundo ex-diretor da Aneel, MP assinada por Lula para baixar a conta de energia terá efeito contrário

Segundo Edvaldo Santana, ex-diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica, a medida provisória para baixar o valor da conta de luz, assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva na terça-feira (9), tem dispositivos que levarão ao efeito contrário. Segundo Edvaldo Santana e outros especialistas, haverá um aumento da tarifa para os consumidores. A MP […]

Leia Mais
Liga Hanseática
Economia

A Liga Hanseática: Um “Império” do Comércio

Era uma vez um fenômeno medieval do norte, tão sujeito a mitos universais e curiosidade quanto o das encantadoras cidades-república florescentes do sul: a Liga Hanseática dos séculos XIII ao XVI. “O Hansa” (alemão antigo para “associações”) ou “A Liga”, como era conhecido, começou como um tratado entre Lübeck e Hamburgo “para limpar a estrada […]

Leia Mais
Murray Rothbard Pânico de 1819
Economia

Pânico de 1819: A Primeira Grande Crise Econômica dos EUA

Em 1819, se iniciava a primeira grande crise econômica dos EUA. A primeira de muitas das grandes crises que vem abalando a maior economia do mundo. No entanto, essa crise teve algumas características que a diferenciam da maioria das crises subsequentes, como a não intervenção do estado para sua resolução, alem de sua curta duração: […]

Leia Mais