Bitcoin atinge recorde de taxas de transação cumulativas, ultrapassando US$ 100 milhões: Relatório

Taxas do Bitcoin

Com o aumento das altcoins em várias direções, é digno de nota o fato de o mercado Bitcoin não ter sofrido uma queda de 25% nos últimos 12 meses por 234 dias consecutivos, marcando a sequência mais longa desde 2011. Mesmo com as altcoins continuando a voar por toda parte, o Bitcoin emergiu como vencedor e um dos ativos criptográficos de melhor desempenho até o momento.

Os dados também sugerem que o Bitcoin ocupa atualmente a primeira posição entre as redes de blockchain em termos de taxas de transação nos últimos sete dias.

Bitcoin conquista o trono com as taxas de transação mais altas

O último relatório da Reflexivity indica que o aumento persistente das taxas de transação do Bitcoin foi notável, pois registrou os números cumulativos mais altos de qualquer rede de blockchain durante esse período, ultrapassando US$ 100 milhões.

Esse aumento na receita dos mineradores funciona como um poderoso incentivo para que mais operadores se juntem à rede, implantando máquinas adicionais, com o objetivo de capturar uma parcela maior das recompensas das transações.

Conforme relatado anteriormente, a taxa de hash do Bitcoin atingiu o recorde histórico de 544 exahashes por segundo (EH/s) em 25 de dezembro, o que representa um aumento de 130% desde janeiro, quando estava próximo de 253 EH/s.

De acordo com a Reflexivity, essa tendência de alta não significa apenas o aumento do consumo de energia para a segurança da rede, mas também reflete a integração de plataformas de mineração mais eficientes. Essas plataformas atualizadas geram um número maior de hashes e exigem menos energia, contribuindo para a eficiência geral do processo de mineração.

Avaliando o espaço de derivativos

No final de 2022, o setor de criptografia sofreu uma queda significativa, testemunhando o colapso dramático do império FTX de Sam Bankman-Fried e a queda do valor do Bitcoin para apenas US$ 17.000.

Passados doze meses, o Bitcoin passou por um ressurgimento notável. Seu preço subiu incríveis 155% no acumulado do ano, estabelecendo-se como um dos melhores desempenhos entre os ativos de criptografia em 2023.

A força motriz por trás do ressurgimento do Bitcoin está na especulação persistente em torno da possível aprovação de um ETF à vista pela SEC. Essa aprovação marcaria um momento histórico, permitindo que investidores institucionais de destaque entrassem no mercado de criptomoedas pela primeira vez.

Os contratos aberto em futuros de Bitcoin CME ultrapassaram mais uma vez a marca de US$ 5 bilhões, o que poderia indicar que a participação de entidades financeiras tradicionais “colocou o ETF de Bitcoin na linha de frente do comércio”.

É fundamental ficar de olho nesse desenvolvimento, principalmente considerando que a CME atualmente detém uma porcentagem historicamente alta dos contratos futuros em aberto do Bitcoin. Isso ressalta a importância elevada da atividade da CME para influenciar a dinâmica de preços do Bitcoin.

O desconto sobre o GBTC está diminuindo ainda mais, estando atualmente apenas 6% abaixo de seu valor patrimonial líquido, o que é indicativo de sentimentos otimistas em relação à aprovação antecipada de um ETF de Bitcoin nos primeiros dias de janeiro.

Artigo escrito por Chayanika Deka, publicado em Crypto Potato e traduzido por @rodrigo


Opinião: os ETFs de Bitcoin emitidos pelos bancos e comercializados na Bolsa de Valores devem ser vistos como ameaça aos usuários do Bitcoin, e não como aliados. Afinal, tal tipo de investimento abre portas para que o estado regule os investimentos em Bitcoin por meio da regulação que ele já exerce sobre os bancos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lula imposto sobre o Bitcoin
Criptomoedas

Governo Lula quer aumentar para 22,5% os impostos para todos os usuários de Bitcoin no Brasil

O governo Lula anunciou que pretende aumentar os impostos para todos os usuários de criptomoedas em até 22,5%. Segundo o governo, a proposta não é criar um novo imposto, mas aumentar ainda mais as taxas para os usuários que possuem criptoativos. A ideia é ‘fechar o cerco’ com àqueles que estão usando criptoativos para driblar […]

Leia Mais
Halving do Bitcoin
Criptomoedas

O halving do Bitcoin está cada vez mais próximo, com menos de 2.900 blocos restantes

No momento, restam menos de 2.900 blocos até o próximo halving do Bitcoin. Para compreender o conceito de halving, é bom entender primeiro como surgem os novos bitcoins, principalmente por meio do processo de mineração de bitcoins. Isso envolve entidades, conhecidas como mineradores, que validam blocos repletos de transações que aguardam confirmação. Em sua busca […]

Leia Mais
União Europeia ALM Criptomoedas
Criptomoedas

Novas leis contra lavagem dinheiro da UE visam transações em criptomoedas

Como parte das novas leis contra lavagem de dinheiro, o Parlamento da União Europeia proibiu carteiras de criptografia de autocustódia não identificadas para transações na região. A proibição tem como alvo as transações anônimas em dinheiro que excedam € 3.000 e as carteiras de auto-custódia em várias plataformas. Em uma publicação recente nas redes sociais, […]

Leia Mais