Bolsa brasileira só ganha em desempenho da Venezuela

De acordo com o índice feito pela agência Austin Rating com índices de 78 países, o Brasil tem o segundo pior desempenho mundial em 2021, não perdendo apenas para a baixa registrada pela bolsa da Venezuela.

Os dados agrupam o desempenho dos principais índices de cada bolsa dos países analisados, mostrando que o Ibovespa, índice de referência da bolsa de valores do Brasil, caminha na contramão da tendência global.

O pior desempenho foi o do IBC na Venezuela, que caiu 99,52%. Já o Ibovespa recuou 14,4% – sendo o segundo pior do mundo. COMPRE CRIPTO, proteja-se! ?

A mediana geral dos países analisados, nos 11 primeiros meses do ano, foi de alta de 13,6%. Confira o ranking abaixo:

Imagens: G1 – Globo

Ibovespa acumula baixas

Esse é o quinto mês consecutivo que o Ibovespa registra baixas. Na sessão que fechou o mês de novembro, foi registrado queda de 0,87%, onde o mercado repercutiu a apreensão com a PEC dos Precatórios aprovada e a variante ômicron.

Imagem: G1 – Globo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fernando Haddad G20
Economia

Haddad defende medidas para que bilionários parem de usar brechas fiscais

Na última quinta-feira (29), o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, defendeu medidas para que bilionários pagassem sua parte “justa” de impostos. Para isso, o ministro defendeu uma “contribuição internacional” (na verdade, uma coerção coordenada internacional) para garantir que bilionários não usem das brechas fiscais, que o ministro chamou de “buracos tributários”. O discurso do ministro […]

Leia Mais
Luiz Marinho
Economia

Sem acordo, governo prorroga por 3 meses nova portaria sobre trabalho aos feriados

O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, anunciou nesta terça-feira (27) que foi adiado por 90 dias a portaria que muda as regras sobre o trabalho aos feriados. O texto entraria em vigor nesta sexta-feira (1). A decisão do ministro foi tomada durante uma reunião com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, representantes […]

Leia Mais
O Legado de Max Weber
Economia

A importância do Legado de Max Weber para a compreensão das ciências sociais

Como sabemos, as ciências sociais hoje são quase unicamente estudadas do ponto de vista marxista. E no Brasil isso é uma verdade maior ainda, a ponto de os cursos de ciências sociais terem se tornado verdadeiros púlpitos do discurso marxista. Por sorte, ideias que explicam melhor a realidade dos fenômenos sociais, e totalmente livres do […]

Leia Mais