sexta-feira, maio 20, 2022

Como se proteger durante uma guerra?

Quando dois parasitas entram em conflito é a população que sofre as consequências. O que fazer caso uma guerra seja iniciada com seu país prestes a ser invadido?

Fugir ou defender minha propriedade?

Este é o primeiro questionamento em momentos de guerra. Temos que levar em conta que casa e corpo são ambas propriedades privadas. Cabe a você decidir qual tem mais prioridade neste momento.

Se pretende reconstruir sua vida em outro local, é interessante já ter recursos e documentos necessários para saír do país no primeiro indício de guerra, afinal, ao iniciar o conflito, sair será bem mais complicado.

Se a prioridade é defender sua residência, saiba que é necessário coragem e alguns recursos extras para atingir seu objetivo.

Devo me alistar ao exército de meu país?

Se for para defendê-lo de um ataque estrangeiro fique atendo ao governante atual. Do ponto de vista do estado você é somente uma ferramenta que esta sendo usado para defender posses estatais. Mas do seu ponto de vista a defesa envolve sua família e sua residência, portanto pode sim ser interessante, afinal, com a união dos cidadãos, as chances de defesa aumentam.

Em uma sociedade livre seria possível, mas inviável financeiramente, um conflito bélico entre duas cidades privadas e aceitável unir os moradores para defender seu território, por isso, neste quesito, não faz tanta diferença a presença do estado.

Se for para atacar outro país é moral recusar mesmo sendo obrigatório. Não há sentido ético em iniciar uma agressão para aumentar o domínio do estado.

No livre mercado também não seria ético, já que a aquisição de territórios já ocupados devem ser feitos pelo comércio e não com violência.

O que devo ter na minha casa para me defender da guerra?

Estude sobrevivencialismo, esta área engloba diversos meios de se manter independente do sistema e tecnologias, podendo focar nos seguintes temas:

  • Poço Artesiano – Água é um dos primeiros itens cortados em caso de cerco do exército inimigo.
  • Alimentos – Alguns alimentos são facilmente produzidos em casa.
  • Primeiros Socorros – Remédios e curativos são úteis na ausência de hospitais.
  • Bunker – Um abrigo subterrâneo pode ser útil em casos de bombardeios.
  • Armas – Preferencialmente de fogo, sendo possível imprimir algumas com impressora 3d burlando restrições estatais.
  • Bitcoin – Em guerras, o valor da moeda estatal tende a despencar. Manter uma reserva em bitcoin vai ajudar quando a situação se estabilizar.

Como faço para parar a guerra?

Você não tem controle sobre ela. Toda a sua segurança esta nas mãos do estado, se eles decidirem manter a guerra por cem anos, assim será.

Se a escolha foi permanecer no local de conflito, a única estratégia que resta é ganhar tempo.

Toda guerra custa caro para ambos os lados, quanto mais um país resiste a invasão de outro, mais fica inviável continuar o conflito. Sofrendo perca do valor da moeda, sansões de outros países, desgaste político e um risco cada vez mais crescente na integridade física do próprio político mandante.

No longo prazo a solução das guerras é o próprio fim do estado, já que ele é quem inicia a ação e usa coerção para nos obrigar a matar uns aos outros.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

Mister Sat
Sou um escritor libertário anônimo, aprendendo e ensinando em cada ação, procurando postar artigos que quebrem as correntes invisíveis que nos aprisionam, afinal, somente o conhecimento e a união pode lançar o homem para a verdadeira liberdade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

CONFIRA