segunda-feira, novembro 28, 2022

Crescente tensão na fronteira entre Polônia e Belarus

Nesta segunda-feira (08) o governo polonês acusou Belarus de tentar causar um confronto na fronteira polonesa utilizando imigrantes. No dia seguinte (09) as autoridades fecharam a travessia com cercas de arame e guardas para vigiá-las.

Segundo o vice-ministro das Relações Exteriores da Polônia, o presidente de Belarus Alexander Lukashenko “quer causar um grande incidente, de preferência com tiros e vítimas”.

Essa afirmação do vice-ministro se baseia na acusação da União Européia contra Lukashenko, pois ele encorajou migrantes do Oriente Médio e da África a entrarem na Europa por Belarus. Esse incentivo, provavelmente, foi uma medida de vingança pelas sanções postas sob Belarus por conta da violência do governo contra as manifestações após a eleição do ano passado.

Contudo, Lukashenko nega qualquer tentativa de causar instabilidade na região por meio dos imigrantes e joga a culpa para os países ocidentais.

Ainda nessa sexta-feira (12) Belarus, com apoio russo, realizou exercícios militares de paraquedismo perto da lugar onde estão os imigrantes na fronteira da Polônia. De acordo com o Ministro da Defesa de Belarus, esses exercícios militares foram feitos ali por causa da acumulação de atividade militar polonesa na fronteira.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA